A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

19/07/2018 10:22

Fórum de segurança terá 'cobrança local' de soluções, dizem entidades

Evento reúne sociedade civil e integrantes das forças de segurança

Kleber Clajus e Leonardo Rocha
Presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, e o presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche, durante fórum de segurança (Foto: Saul Schramm)Presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, e o presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche, durante fórum de segurança (Foto: Saul Schramm)

Fórum Permanente de Segurança na Fronteira, nesta quinta-feira (19), deve ser cobrança efetiva por soluções ao tráfico de drogas e contrabando. Ao menos isso é o pauta o debate, na sede da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), entre representantes da sociedade civil e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil), Mansour Elias Karmouche, listou como prioridades investimentos em tecnologia, inteligência, pessoal e melhoria de estruturas federais em cidades como Ponta Porã e Corumbá, visando reduzir os crimes transnacionais.

O contrabando, por sua vez, motivou a Acicg (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) a integrar a organização do evento cobrando a prometida "blindagem" da fronteira prometida pelo governo federal e envio de recursos adicionais as forças de segurança.

"É importante passar para a União de que o Estado é o maior corredor de ilícitos da América Latina e que, por isso, precisa de mais proteção", destacou João Carlos Polidoro, presidente da entidade comercial. "Também esperamos que o ministro traga soluções para a fronteira".

Do fórum, realizado em parceria com o senador Pedro Chaves (PRB), deve ser formalizada uma carta de Campo Grande com proposições e sugestões para a segurança pública. Este tem por tema "Tecnologia, Inteligência e Desenvolvimento", a fim de integrar debates sobre implementação do Susp (Sistema Único de Segurança) e a conclusão do Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras). Haverá ainda reunião fechada na OAB-MS.

Além do ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann, também participam do evento o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, representantes das polícias estadual, federal, Receita Federal, Forças Armadas e Abin (Agência Brasileira de Inteligência).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions