A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

20/07/2010 10:09

Frio intenso surpreendeu população de cidades "quentes"

Redação

Acostumadas com altas temperaturas, as cidades mais quentes do Mato Grosso do Sul experimentaram a sensação de frio forte na última semana. Porto Murtinho, Miranda e Corumbá passaram da faixa dos 35º C para 8º e 7ºC. Os três municípios têm rios ao redor, o que faz o vento e a umidade aumentar.

Por ser região pantaneira, é normal que essas cidades "torrem" durante grande parte do ano e até mesmo no inverno, mas em Porto Murtinho, há quase onze dias o frio assusta a população. Na madrugada de hoje, a temperatura chegou a 1º C.

Nesta terça pela manhã, os murtinhenses ainda penam com o frio. Como o rio canaliza o vento e a massa fria, a cidade passa por grande neblina. Durante a noite, é comum ver uma névoa em cima do rio Paraguai, lembrando a neblina dos filmes de terror.

"Aqui em Murtinho faz muito calor e de repente vem este frio, com muita neblina. Parece aqueles filmes de terror", se assusta José Romero, que trabalha na Pousada "7 dias à toa", próxima do rio. Ele também conta que nenhum turista teve coragem de encarar o barco para pescar, desde a semana passada.

O vendedor Nelson dos Santos também se incomodou com a neblina, principalmente para dirigir. "As estradas estavam impossíveis de ser ver um palmo. E ainda tinha um vento forte, cortante. Sem contar a chuva", reclama.

A Isla Margarita, ponto comercial no lado paraguaio, desapareceu em meio ao nevoeiro.

Mesmo com a onda fria, não houve registro de mortes por hipotermia na cidade. A secretária de assistência social distribuiu 300 cobertores no primeiro dia do frio.

Corumbá

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions