A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/10/2009 10:55

Funai consegue agendar audiência de índios em São Paulo

Redação

O administrador da Funai em Campo Grande, Joãozinho da Silva e o técnico do órgão, Jorge das Neves, conseguiram agendar audiência com o TRF3 (Tribunal Regional Eleitor) em São Paulo.

A presidente Marli Ferreira e o relator do processo referente a terras reivindicada pelos índios terena, Nelton dos Santos, vão receber o grupo que saiu de Mato Grosso do Sul ontem.

Os terena querem conversar com membros do TRF3 para pedir celeridade no julgamento das ações referentes a disputa por áreas na região de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti.

"Agora estamos só esperando os índios chegarem aqui. Eles já deveriam estar no TRF, mas demoraram mais que o esperado e estão chegando", disse Jorge das Neves.

Segundo a assessoria do TRF3, a audiência só depende agora da chegada os terena ao prédio do Tribunal.

No fim da tarde de ontem, 90 índios terena saíram de Mato Grosso do Sul com destino a São Paulo, para pressionar o Tribunal.

A Funai informou logo cedo, que caso o TRF não recebesse o grupo, os terena poderiam interditar a Avenida Paulista. "Eles vieram dispostos a tudo, querem resolver o problema", reforça Jorge das Neves.

O Campo Grande News tentou conversar com membros da Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), que também acompanham os representantes indígenas, mas todos os telefones estão desligados, assim como o de caciques que integram o grupo.

O problema envolve as aldeias Barrerinha, Oliveira, Olho D'água, Água Azul, Recanto, Córrego do Meio, Lagoinha, Tereré e Buriti, onde vivem 4.500 índios em 2.090 hectares de área homologada. Eles reivindicam a demarcação de 17.200 hectares

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions