A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/01/2009 17:26

Funtrab culpa Colônia de pescadores por atraso de seguro

Redação

O atraso no pagamento do seguro-desemprego aos pescadores de Miranda (MS) ocorreu por conta da demora da direção da Colônia no envio de documentos à SRT (Superintendência Regional do Trabalho), e pela morosidade desta em encaminhar as informações ao Ministério responsável, garante a Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul).

Hoje a Fundação intermediou as negociações entre os ribeirinhos e o Governo Federal para garantir o fim da interdição da BR-262, bloqueada em protesto.

Segundo o diretor-presidente da Funtrab, Cícero Ávila, o representante dos pescadores no município, Salvador de Araújo, deveria ter enviado uma atualização do cadastro referente a seu mandato à Brasília, em abril do ano passado.

O procedimento é necessário porque os pescadores precisam de um comprovante de que trabalham com a pesca para receber o seguro.

Mas, segundo informado pela Funtrab, os documentos do Conselho de Miranda teriam sido enviados somente em novembro de 2008.

A partir daí, o atraso deu-se por conta da demora da SRT, que só enviou as informações no início de dezembro. "Houve atraso de um e morosidade do outro", afirma Ávila.

Com isso, quem perdeu foram os ribeirinhos, que estão há dois meses sem receber o seguro referente ao período da Piracema.

Depois do protesto desta tarde, com o bloqueio da BR-262, ficou decidido que os trabalhadores irão receber até o dia 12 deste mês.

Apesar de ter colaborado com as negociações, a Fundação do Trabalho ressalta que a responsabilidade pelo pagamento dos pescadores é do Governo Federal.

"Houve um atraso por conta dessa situação dos documentos, e nós assim que soubemos do protesto trabalhamos com o Ministério do Trabalho para que se fizesse o mais rápido possível a liberação da BR", explica Ávila.

Amanhã, uma comissão formada por cinco pescadores deverá vir a Campo Grande às 9h para discutir a questão. A Funtrab irá mediar novamente a conversa deles com o Ministério do Trabalho.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions