ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Governo anuncia conclusão das obras do campus da UEMS na Capital

Por Michel Faustino | 01/07/2015 16:08
Ao todo foram investidos aproximadamente R$ 47 milhões na obra do campus da UEMS Capital. (Foto: Divulgação)
Ao todo foram investidos aproximadamente R$ 47 milhões na obra do campus da UEMS Capital. (Foto: Divulgação)
Governo anuncia conclusão das obras do campus da UEMS na Capital

O Governo do Estado anunciou, nesta quarta-feira (01), a conclusão das obras do prédio da unidade da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. As aulas do segundo semestre, de todos os cursos oferecidos na Capital, terão início já no novo campus. A entrega oficial está prevista para o dia 28 de julho.

Durante a manhã de hoje, o reitor Fábio Edir dos Santos Costa, juntamente com secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, visitou as novas instalações.

Para o reitor, o prédio é a realização de antigo anseio da universidade que, até então, não tinha na cidade uma estrutura adequada para o desenvolvimento das atividades acadêmicas.

“Além de ganharmos uma nova unidade, Campo Grande ganha um novo cartão postal, pois quem visitar o novo prédio verá como ficaram bonitas as instalações”, disse o reitor.

O secretário de Infraestrutura ressaltou que obra foi entregue conforme planejamento realizado em janeiro e totalizou investimentos de R$ 47 milhões. Os mobiliários para o novo prédio já foram adquiridos e começam a ser instalados a partir da próxima semana.

A estimativa é de que as aulas do segundo semestre deste ano, de todos os cursos oferecidos em Campo Grande, terão início já no novo prédio. Funcionarão na unidade os cursos de Artes Cênicas, Geografia, Letras Português-Espanhol e Português-Inglês, Pedagogia, Medicina, Turismo e cursos de pós-graduação.

Unidade - O campus ocupa um terreno de 120 mil metros quadrados, com cerca de 21 mil m² de área construída, incluindo um lago artificial central e colunas inspiradas em pinturas indígenas. As instalações contam ainda com passarelas, bicicletários, sub-estação, guaritas, além dos blocos de salas de aula e administrativo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário