A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/12/2010 18:58

Governo apoia pesquisa para construção de capacetes a recém nascidos

João Humberto
Professor Marco Hiroshi Naka é o coordenador do projeto que prevê capacetes para recém-nascidos com problemas respiratórios. (Edemir Rodrigues).Professor Marco Hiroshi Naka é o coordenador do projeto que prevê capacetes para recém-nascidos com problemas respiratórios. (Edemir Rodrigues).

Equipe da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), do grupo de pesquisa em Engenharia e Computação, trabalha na construção de um dispositivo clínico de resfriamento craniano chamado “cool cap” (boné frio).

O cool cap é usado com o intuito de reduzir a atividade metabólica cerebral em situações de baixa ou nenhuma oxigenação do cérebro, reduzindo as sequelas devido a uma parada respiratória, por exemplo. É indicado para aplicação em recém nascidos, devido à agilidade no uso do equipamento e evidências positivas observadas em trabalhos recentes.

De acordo com informações da assessoria do governo do estado, o coordenador do projeto, professor Marco Hiroshi Naka, do Departamento de Engenharia Mecatrônica e Mecânica da UCDB e do Mestrado em Biotecnologia, explica que a maior parte dos dispositivos de resfriamento é composta por um sistema de refrigeração de médio porte.

Por isso, ele propõe a criação de um sistema mais compacto, utilizando-se o efeito Peltier, muito usado em geladeiras portáteis, com o objetivo de reduzir o seu tamanho e fazê-lo compacto suficiente para fácil transporte.

O grupo de pesquisa, formado por acadêmicos de engenharia mecatrônica e mecânica da UCDB, fez a modelagem termodinâmica para dimensionar a carga térmica necessária para diminuição da temperatura na caixa craniana. Para a realização do projeto, formou-se uma equipe multidisciplinar, composta por pesquisadores do departamento de Engenharia Mecatrônica e Mecânica da UCDB e do departamento de Medicina da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul).

O departamento de pediatria da UFMS será o responsável pelos testes clínicos dos equipamentos e na UCDB está sendo desenvolvido o sistema de resfriamento craniano. Após o dimensionamento termodinâmico do sistema, será projetado um sistema de controle para a temperatura do cool cap.

Antes do uso para a avaliação clínica do sistema, serão realizados testes em laboratório com sistemas que simulem o paciente. Por isso a equipe está construindo um modelo baseado no equacionamento termodinâmico do sistema e com medidores de temperatura para avaliação da eficiência do sistema de resfriamento e controle.

O projeto é financiado pela Fundect (Fundação de Apoio ao Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul) por meio da chamada universal 14/2009, e tem previsão de ser realizado no período de dois anos.

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas pelo telefone (67) 3312-3300 ou no e-mail .

Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions