A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

10/03/2015 09:53

Governo buscará PPP para investir R$ 4,5 milhões na ampliação de museu

Ricardo Campos Jr. e Leonardo Rocha
Reinaldo durante visita ao Museu Dom Bosco (Foto: Marcelo Calazans)Reinaldo durante visita ao Museu Dom Bosco (Foto: Marcelo Calazans)

A pedido da Missão Salesiana em Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) prometeu buscar recursos por meio de parcerias público-privadas para ampliar o Museu das Culturas Dom Bosco, conhecido como Museu do Índio, que fica no Parque das Nações Indígenas. A convite do padre José Marinoni, reitor da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), o governador visitou as instalações e conheceu o acervo do local na manhã desta terça-feira (10). Para garantir o investimento, o Governo propõe PPP (Parcerias Público-Privada) para ampliar o local.

“Temos essa proposta que recebemos do museu e acredito que é viável que o estado ajude sim com recursos para fortalecer esse ponto turístico que recebe, por ano, mais de 200 mil pessoas. Iremos procurar uma parceria público-privada para ajudar nessa expansão”, afirmou Reinaldo ao Campo Grande News.

Marinoni calcula que somente a obra física, sem acabamentos, ficaria em torno de R$ 4,5 milhões. O novo espaço seria utilizado para exposição do acervo de ciência natural do museu. A Missão espera que haja tanto participação do poder público como de entidades privadas nas intervenções.

Para divulgar o local, a entidade pretende formar parceria com o Aquário do Pantanal, que também fica no Parque das Nações Indígenas, de forma que os visitantes, futuramente, façam passeios pelos dois locais em uma única ocasião.

Atualmente, segundo o coordenador do museu, Dirceu Maurício, o ingresso custa somente R$ 5 e a visitação é aberta de terça a domingo. Crianças abaixo dos 7 anos não pagam. O local era roteiro do antigo City Tour de Campo Grande. Hoje, o local recebe em média cem visitas de crianças por dia por meio de parcerias com as escolas municipais que agendam passeios gratuitos para os estudantes.

De acordo com a responsável pela coleção de etnologia, Carla Calarge, o museu conta atualmente com um acervo de 40 mil peças, que vão desde itens relacionados à zoologia, como arqueologia e mostras fotográficas de indígenas.

Antigamente, o local ficava na rua Barão do Rio Branco, em frente à Praça do Rádio Clube e foi transferido para as instalações no Parque das Nações Indígenas em 2009.

Livro sobre Museu Dom Bosco aproxima cultura de estudantes
Nesta quinta-feira (29) a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul lança o livro “Museu das Culturas Dom Bosco: história, identidade e potencialidad...
Movimento "Acessibilidade Já" realiza ação em frente ao Museu Dom Bosco
O movimento “Acessibilidade Já” organizou uma ação de conscientização hoje (15), em frente ao portão de acesso ao Museu das Culturas Dom Bosco. Esper...
Turistas japoneses passam mal no Museu Dom Bosco, suspeita é de intoxicação
Segundo informações repassadas aos militares do Corpo de bombeiros, o grupo teria almoçado sobá na Feira CentralUm grupo de turistas japoneses passou...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions