A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/09/2015 11:48

Granizo prejudicou 800 famílias e Inmet faz novo alerta a 22 cidades

Viviane Oliveira
Em Corumbá, quedas de galhos de árvores atingiram casas e carros. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Em Corumbá, quedas de galhos de árvores atingiram casas e carros. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Pelo menos 800 famílias que tiveram as casas destruídas pela chuva de granizo na última segunda-feira (7), em Iguatemi, distante 466 quilômetros de Campo Grande, fizeram cadastro para receber telhas doadas pela prefeitura da cidade. Por lá, o prejuízo pode chegar a R$ 1 milhão e o prefeito José Roberto Felippe Arcoverde (PSDB) decretou situação de emergência. As chuvas devem continuar no Estado e o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para esta quarta-feira (9) de temporal em 22 cidades de Mato Grosso do Sul. 

Em Corumbá, de ontem até agora, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil registraram 37 ocorrências, sendo seis casas destelhadas, 18 galhos de árvores que atingiram residências e 12 árvores que caíram em ruas. Conforme a prefeitura, toda a equipe da secretária de obras e bombeiros estão nas ruas para fazer a limpeza da cidade.

Conforme o meteorologista da Uniderp/Anhanguera, Natálio Abrão, somente ontem choveu na Cidade Branca 41 milímetros, ou seja, 81% do esperado para o mês todo, que é era de 50 mm. O temporal, segundo o bombeiro, começou por volta das 16h e foram duas horas de chuva intensa.

No município de Bataguassu, distante 335 quilômetros de Campo Grande, a Escola Estadual Professor Braz Sinigaglia teve parte do forro arrancado após vento de 76,6 km/h. A prefeitura do município informou, que apesar do temporal, não foram registrados mais estragos na cidade.

Chuva de granizo destruiu telhas e carros em Iguatemi. (Foto: divulgação/Prefeitura de Iguatemi)Chuva de granizo destruiu telhas e carros em Iguatemi. (Foto: divulgação/Prefeitura de Iguatemi)

Alerta - O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta de risco de alagamento e pequenos deslizamento para as cidades de Alcinópolis, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Coxim, Inocência, Paranaíba, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Sapezal, Selvíria, Sonora, São Gabriel do Oeste, Água Clara e Três Lagoas.

A Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) emitiu recomendações à população em casos de chuva com granizo como ocorreu no última segunda-feira (7), nas cidades de Bataguassu, Brasilândia, Iguatemi, Sete Quedas e Três Lagoas.

Em caso de tempestade de granizo, a pessoa deve procurar locais cobertos e seguros, resistentes a fortes ventos e que não corram risco de destelhamento. Vale lembar que árvores ou coberturas metálicas frágeis não são lugares recomendados para buscar abrigo. O motorista deve evitar também engarrafamentos em ruas e avenidas que foram afetadas pela chuva de granizo.

De acordo com a meteorologista do Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos), Cátia Braga, as chuvas em todo o Estado devem seguir até sexta-feira (11), com alto volume para a região centro-sul. No sábado existe a possibilidade de sol, porém com temperaturas baixas para a região sul, que devem chegar aos 10ºC ou 12ºC. Assista o vídeo da chuva de granizo que atingiu Iguatemi, na última segunda-feira. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions