A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

26/11/2009 09:05

Homem é assassinado no Itamaracá; 4º caso em um mês

Redação

Ananias Francisco de Matos, 44 anos, foi assassinado no bairro Itamaracá, em Campo Grande. De acordo com registro da Polícia Civil, este é o quarto homicídio no bairro em um mês.

O corpo de Ananias foi encontrado na manhã desta quinta-feira na calçada da residência onde mora Firmina Rodrigues Correa, 74 anos, na rua João Pablo, que não é asfaltada. Segundo Firmina, Ananias fazia companhia para ela, e em troca, ela o dava roupas.

Firmina conta que na noite de ontem um homem identificado como Ronildo foi até a casa dela e pediu ajuda para um velório. Ela se negou e então o homem deu um chute nas costas dela. A idosa falou que iria chamar o Ananias e Ronildo disse que poderia chama-lo porque ele já era um homem morto.

Firmina então voltou para o interior da casa e logo depois, por volta de 22 horas, ouviu Ananias e Ronildo discutirem. Ao acordar, conta ela, foi varrer o quintal e viu manchas de sangue e, na calçada da casa, em frente a um orelhão, encontrou o corpo e acionou a Polícia.

Para a Polícia, o autor arrastou o corpo de Ananias até a calçada. Há marcas que indicam que o cadáver foi arrastado.

Ananias foi morto com pelo menos quatro facadas, sendo duas no peito e as demais no braço, indicando que Ananias tentou se defender.

O corpo de Ananias foi reconhecido pelo irmão dele, João de Jesus de Matos. De acordo com João, há cerca de duas semanas, a vítima disse que várias pessoas morreriam no bairro. "Ele falou que ia morrer muita gente antes do Natal na vila".

Conforme João, Ananias, que trabalha como pedreiro e era usuário de drogas, sabia que ia morrer porque passou a andar armado e em companhia de Hugo Dias Cabral, 48 anos.

Hugo foi assassinado na noite de terça-feira (24) em um barraco de um terreno ao próximo à casa onde Ananias morreu, de acordo com a Polícia Civil.

Hugo tinha ferimentos na cabeça, próximo a nuca, e chegou a ser levado para a Santa Casa, onde já chegou com morte cerebral, devido à perda de massa encefálica.

Para a Polícia Civil, que investiga o caso, o autor dos dois crimes não é o mesmo. Ainda não há suspeitos.

Outubro No mês passado, outros dois homens foram assassinados no Itamaracá. Julio César dos Santos, 24 anos, foi morto com sete tiros na madrugada do dia 23 de outubro. Ele estava em liberdade condicional.

Três dias depois, foi assassinado o mecânico Januário dos Santos, de 51 anos, com cinco tiros de pistola. No dia 28, Marcelo Nunes Moreno, foi preso e confessou que matou Januário.

Termina na 4ª feira prazo para adotar cartinha e ajudar Papai Noel dos Correios
Termina na próxima quarta-feira (dia 13) o prazo para quem quiser adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios. Os interessados devem compa...
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions