A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/10/2013 17:08

Hospital da Cassems em Campo Grande começa no início de 2014

Zana Zaidan
Local onde será o novo hospital da Cassems, que começa a ser construído no próximo ano (Foto: João Garrigó)Local onde será o novo hospital da Cassems, que começa a ser construído no próximo ano (Foto: João Garrigó)

O projeto que prevê a construção de um hospital da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de MS) em Campo Grande, apresentado na Assembleia Legislativa em fevereiro deste ano, vai sair do papel e deve começar a ser construído já no ano que vem. A primeira fase da obra, orçada em R$ 50 milhões, deve ser entregue em dois anos para os mais de 176 mil usuários do plano de saúde, estima o presidente da empresa, Ricardo Ayache.

O primeiro passo, reunir os recursos, foi dado há dois meses, quando a Cassems deu entrada no pedido de financiamento de R$ 44 milhões ao FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), operado pelo Banco do Brasil. Segundo Ayache, o empréstimo já foi aprovado e o dinheiro deve ser liberado ainda neste mês. “Agora, aguardamos a liberação do dinheiro. É um hospital de grande porte, que exige muitos investimentos, mas no máximo até o final do ano o empréstimo deve sair e, com isso, vamos tocar a obra”, afirma. O terreno onde o hospital será construído, na Avenida Mato Grosso, próximo ao pavilhão Albano Franco, já começou a ser preparado, ainda segundo Ayache.

Com a conclusão de todas as etapas, o hospital da Cassems terá capacidade para atender em torno de mil pacientes por dia, entre a realização de exames, consultas, e pronto atendimento adulto e infantil. Serão 107 leitos de internação, centros cirúrgico, de diagnósticos e de quimioterapia, UTI para adultos e neonatal.

Outros recursos - Além do empréstimo, a construção do hospital também contará com recursos próprios da Cassems, repasse do governo do Estado e por meio de emendas parlamentares. O plano, explica o deputado estadual Lauro Davi (PSB), que apresentou o projeto na Assembleia, é garantir que no ano que vem cada deputado repasse R$ 200 mil da verba de emendas que os parlamentares têm direito, do total de R$ 800 mil anuais.

“Inicialmente, repassaríamos R$ 100 mil neste ano e os outros R$ 100 mil em 2014. Mas, como grande parte dos recursos das emendas já estavam comprometidos, a idéia é conseguir que cada deputado libere o repasse, de uma só vez, no ano que vem”, diz o parlamentar. Contudo, a medida será possível se o governador André Puccinelli (PMDB) autorizar que o limite de R$ 800 mil seja ampliado para R$ 1 milhão para cada deputado, o que viabilizaria a liberação imediata da verba, explica Davi. 

Já o Governo do Estado se comprometeu a repassar R$ 10 milhões, para esta primeira fase da obra e, gradativamente, liberar mais recursos para a conclusão do hospital, ainda segundo Ayache.

“A inauguração do hospital de Campo Grande vai desafogar o sistema de saúde do Estado como um todo, tanto o público, quanto o privado. Com maior número de leitos disponíveis, diminui a demanda em hospitais filantrópicos que hoje nos atendem, como a Santa Casa. Um plano de saúde que quiser atender bem precisa ter sua própria rede de atendimento e oferecer todo tipo de cobertura”, conclui Ayache.



hospital dos servidores do estado vai ser ótimo
 
angelica miranda em 18/10/2013 08:26:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions