A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

07/07/2011 10:56

HR multa seis empresas por atraso de entrega de medicamentos

Paula Vitorino

Seis empresas de medicamentos ou de produtos da área de saúde foram multadas por atrasar a entrega das mercadorias ao Hospital Regional de Campo Grande. A medida foi publicada hoje no Diário Oficial pela SES (Secretaria Estadual de Saúde). Ao todo, são R$ 2.231,88 em multas.

De acordo com a portaria, as empresas não entregaram os produtos no prazo determinado, o que causou a falta de medicamentos e mercadorias para uso nos atendimentos aos pacientes do Hospital.

Um dos laboratórios deixou de entregar R$ 1.180 mil em medicamento utilizado em pacientes com quadro de anemia causada, por exemplo, por câncer, vírus HIV, insuficiência renal crônica e tratamento de bebês prematuros. O Laboratório Bergamo recebeu multa de R$ 118.

A Johnson & Johnson do Brasil recebeu a maior multa, no valor de R$ 991,20 por atrasar o fornecimentos de produtos utilizados na área de saúde, no valor total de R$ 55.464 mil.

O valor da multa corresponde a 10% sobre o montante de produtos que a empresa ainda não entregou ao Hospital. A penalidade está prevista em dois decretos estaduais.

A partir da data de publicação da portaria, a empresa multada tem o prazo de 5 dias úteis para efetuar o pagamento. É garantido a fornecedora o direito de ampla defesa, no respectivo processo, também dentro do prazo de 5 dias úteis.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...


A multinacional Jonhson &Jonhson "vai quebrar" com essa multa de R$ 900,00. Se fosse realmente uma multa pesada, duvido que não cumpririam, dali para frente, os prazos de entrega dos medicamentos , que ganharam via licitação.
 
MARCELLO MENDES em 07/07/2011 04:19:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions