A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

19/05/2009 17:37

Idosa moradora de rua tem R$ 13 mil em conta

Redação

O MPE (Ministério Público Estadual) investiga o caso de uma mulher de 73 anos, que é moradora de rua, e tem uma conta bancária "recheada". Na tarde de hoje, uma advogada com uma procuração em nome de um homem foi à agência bancária da idosa tentar sacar R$ 13 mil, dinheiro suficiente para comprar até uma casa popular.

Segundo o MPE, a mulher tem problemas mentais e vive pelas ruas de Campo Grande. Ela fica em imóveis abandonados e às vezes encontra abrigo no Cetremi (Centro de Triagem de Imigrantes).

Certa vez, a andarilha foi questionada acerca de como conseguia dinheiro e respondeu: "No banco me dão dinheiro".

O MPE foi acionado e passou a investigar a idosa. Em contato com o gerente do banco, a orientação era para que quando a idosa tentasse fazer grande retirada de dinheiro, o MPE fosse comunicado.

Na tarde de hoje, a advogada foi ao banco tentar sacar o montante e foi impedida. Para a Polícia Civil, não ficou comprovado que ela iria se beneficiar da idosa e, por este motivo, acabou liberada. A Polícia investigará quem tentou usar o dinheiro da idosa.

Ministério Público faz contrato de R$ 3 milhões com empresa de informática
O MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) firmou contrato de R$ 3,3 milhões com a empresa Click Ti Tecnologia Ltda. Com validade de seis me...
Novos critérios definem morte encefálica e afetam doação de órgãos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (12) critérios mais rígidos para definir morte encefálica. A mudança nos procedimentos tem impacto...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions