A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017

18/08/2017 13:49

"Estamos no escuro", diz delegado depois de ouvir mãe de desaparecido

Irmãos desapareceram após abordagem feita por policiais do DOF na fronteira

Luana Rodrigues
Irmãos desapareceram após abordagem feita pelos policiais do DOF na fronteira (Foto: Reprodução/Facebook)Irmãos desapareceram após abordagem feita pelos policiais do DOF na fronteira (Foto: Reprodução/Facebook)

Quase uma semana depois, o desaparecimento dos irmãos Rodney Campos dos Santos, 27, e Edney Bruno Ortiz Amorim, 20, ainda é um completo mistério para a polícia. Os jovens sumiram  no último sábado (12), após uma abordagem do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande.

A mãe de um dos garotos, que não teve o nome divulgado pela polícia, prestou depoimento hoje (18) pela manhã em Campo Grande, mas pouco ajudou na investigação, segundo o delegado Marcio Shiro Obara, da DEH (Delegacia Especializada em Homicídios).

"Estamos no escuro. Algumas pessoas já foram ouvidas em Ponta Porã e a mãe aqui, porque se deslocou a Capital por conta própria, mas ainda não temos nada. Esperamos conseguir em campo". diz.

Enquanto falava com a reportagem, o delegado se deslocava para Ponta Porã, juntamente com uma equipe da DEH. "Temos que chegar lá para saber a real situação, ficar mais próximo do caso", afirma.

Obara não explicou quantos dias a equipe deve permanecer na fronteira, nem a quantidade de policiais deslocados, segundo ele, por questões de segurança.

"Liberados" - Informalmente, os quatro policiais militares lotados no DOF (Departamento de Operações de Fronteira) declararam que logo após a abordagem liberaram os irmãos. Entretanto, um novo vídeo ao qual o Campo Grande News teve acesso nesta quinta-feira, contraria a versão informal dos policiais de que os irmãos foram liberados após a abordagem.

Os dois foram abordados em frente a um posto de combustíveis na saída para Antônio João, entre 11h40 e meio-dia de sábado (12). Vídeo da câmera de segurança do posto mostra o momento em que Rodney é levado para a viatura, que deixa o local seguida pelo Golf, onde estavam três outros três policiais e Edney, no banco de trás.

Ao Campo Grande News, o diretor do DOF, coronel PM Kleber Haddad Lane, disse nesta quinta-feira (17) que os policiais ainda não foram ouvidos no IPM (Inquérito Policial Militar) instaurado, mas em declarações informais teriam dito que liberaram os irmãos logo em seguida.

“Não foram ouvidos ainda, mas a princípio disseram que saíram dali da linha de fronteira, que atrapalhava até a comunicação, para fazer a checagem deles, para uma averiguação mais profunda, mais detalhada, em outro ponto e depois liberaram em função de outra ocorrência”, afirmou o coronel.

Segundo ele, a ocorrência não foi oficializada, já que os irmãos não teriam sido presos, mas apenas abordados. “Não foi registrada a ocorrência porque eles não foram presos, não houve voz de prisão para eles, não foram algemados. Foram conduzidos, de uma maneira errada”, disse.
Na estrada – 

O posto onde os irmãos foram abordados fica na saída de Ponta Porã para o distrito Nova Itamarati e para o município de Antônio João. O Golf preto foi encontrado ainda no sábado no bairro Defensores del Chaco, em Pedro Juan Caballero, a cem metros da Linha Internacional, na saída para Dourados – do outro lado da cidade.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions