A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Agosto de 2019

23/10/2018 17:31

"Tornado" de fraca intensidade e chuva forte atingem o interior de MS

Drenagem não deu conta da quantidade de água que caiu no Centro de Itaporã em apenas 10 minutos; vento de 106 km/h arrebentou vidro em hotel

Humberto Marques e Helio de Freitas, de Dourados
Rua Pedro Celestino, no Centro de Itaporã, ficou debaixo d’água após tornado e chuva forte. (Foto: Itaporã Hoje)Rua Pedro Celestino, no Centro de Itaporã, ficou debaixo d’água após tornado e chuva forte. (Foto: Itaporã Hoje)

Um "tornado" de fraca intensidade, mas com ventos acima de 100 km/h, atingiu Itaporã –a 227 km de Campo Grande– no início da tarde desta terça-feira (23). A ventania atingiu a cidade acompanhada de chuva forte: em dez minutos, foram registrados 20,6 milímetros de precipitação, o suficiente para inundar ruas da região central. Apesar da intensidade do fenômeno climático, a prefeitura disse não ter informações sobre danos estruturais.

A ventania atingiu Itaporã por volta das 12h30. Segundo dados do meteorologista Natálio Abrão, a ventania registrou velocidade de 106,92 km/h –os efeitos do fenômeno se assemelham a um tornado, cuja definição depende ainda do sentido do vento. Vidros no restaurante de um hotel da avenida Aral Moreira não resistiram à força do vento e quebraram durante o almoço, assustando clientes.

A chuvarada ainda inundou as ruas Duque de Caxias e Pedro Celestino, no Centro. Contudo, conforme a assessoria, a situação é considerada normal, já que a dimensão das tubulações não foi feita para dar vazão a uma grande quantidade de água em um intervalo de tempo curto –por volta das 16h30, o sistema de escoamento teria solucionado a maior parte do problema.

Apesar dos números impressionantes, a administração itaporanense não tinha informações sobre danos pela cidade durante o temporal até a veiculação desta reportagem.

Clima – O fenômeno em Itaporã faz parte da mudança climática que atingiu o Estado nesta terça-feira. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) mantém todo o Mato Grosso do Sul sob alerta de perigo potencial quanto a temporais até a noite de quinta-feira (25), com possibilidade de ocorrerem ventos entre 40 e 60 km/h e até 50 milímetros de chuva ao dia.

Municípios como Bandeirantes, Laguna Carapã, Caarapó, Nova Alvorada do Sul e Dourados registraram ventos de até 60 km/h e, em alguns deles, houve também considerável quantidade de chuva em curto espaço de tempo –embora ainda não haja informações sobre estrados.

Em Dourados, a previsão era de que chovesse até 40 milímetros nesta terça-feira. No momento chove forte em algumas regiões da cidade. Desde o início da tarde, a precipitação acumulada passa dos 23 milímetros, conforme dados do Guia Clima, da Embrapa Agropecuária Oeste.

Cruzamento da Avenida Weimar Gonçalves Torres com Rua Delfino Garrido, no Jardim Coimasa, no leste de Dourados; cidade já registrou 23 milímetros de chuva nesta tarde. (Foto: Clezes Gomes/Plantão do MS)Cruzamento da Avenida Weimar Gonçalves Torres com Rua Delfino Garrido, no Jardim Coimasa, no leste de Dourados; cidade já registrou 23 milímetros de chuva nesta tarde. (Foto: Clezes Gomes/Plantão do MS)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions