A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

25/09/2018 08:51

"Tri" em flagrantes, motorista da Máfia do Cigarro vai continuar preso

Ele disse que levava soja, mas policiais militares encontraram 900 caixas de cigarro de origem paraguaia

Aline dos Santos
Flagrante da Polícia Militar foi em 2 de agosto, em distrito de Dourados. Flagrante da Polícia Militar foi em 2 de agosto, em distrito de Dourados.

A Justiça Federal negou pedido de liberdade provisória ao motorista flagrado com contrabando de cigarro avaliado em R$ 2 milhões. O flagrante foi em 2 de agosto no distrito de Vila Vargas, em Dourados, a 233 km de Campo Grande. O motorista Jeferson Ventura dos Santos informou que levava soja, mas equipes da PM (Polícia Militar) encontraram 900 caixas de cigarro de origem paraguaia. Ele foi preso.

A defesa do motorista alegou que não há necessidade da prisão. Já o MPF (Ministério Público Federal) discordou. Para a Justiça, prisão deve ser mantida porque  o preso, em outras duas ocasiões, foi posto em liberdade e voltou a praticar o crime de contrabando.

“Em que pese o acusado ter sido posto em liberdade mediante cautelares por duas vezes, tornou a praticar, hipoteticamente, crime de contrabando, descumprindo medidas cautelares impostas por este juízo e pelo juízo da 3ª Vara Federal de Campo Grande. Dessa forma, nota-se o risco de reiteração delitiva e que as cautelares diversas da prisão foram insuficientes para salvaguardar a ordem pública”, informa de decisão da 2ª Vara da Justiça Federal de Dourados.

Ao ser descoberto, Jeferson tentou fugir, mas foi contido pelos policiais. Ele informou que a carga pertencia a uma pessoa conhecida como “Polaco”, que atua na região de Eldorado. Com o motorista foram apreendidos R$ 6 mil em dinheiro. Na audiência de custódia, o preso relatou ter sofrido violência física no momento do flagrante.

Mato Grosso do Sul é rota do cobtrabando de cigarro e, no último sábado (dia 22), a PF (Polícia Federal) fez operação contra grupo que movimentava R$ 1,5 bilhão. 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions