A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

07/12/2018 18:51

Ação contra tio de Pavão apreendeu armas, dinheiro e carros blindados

Alvo da operação, Chico Gimenez já foi candidato a prefeito de Ponta Porã

Kerolyn Araújo
Polícia encontrou na casa de Chico armas e mais de 400 munições. (Foto: Divulgação/Polícia Federal)Polícia encontrou na casa de Chico armas e mais de 400 munições. (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

 

Operação realizada pela Polícia Federal nesta sexta-feira (7) em Ponta Porã, cidade distante a 323 quilômetros de Campo Grande, terminou com 12 pessoas presas, além de armas, celulares, carros blindados e US$ 54 mil dólares apreendidos. A investigação mirava o empresário Chico Gimenez,  ex-candidato a prefeito da cidade e tio do narcotraficante Jarvis Pavão.

Conforme a PF, a investigação teve início após uma denúncia informando que haveria uma reunião na casa de Chico com membros de uma organização criminosa. Os policias cercaram a casa do tio do narcotraficante e abordaram três homens quando estavam deixando o local. Todos eles estavam armados.

Em seguida, a PF determinou que todos os outros membros da quadrilha saíssem o imóvel. Ao todo, 12 pessoas foram presas, entre elas três mulheres e dois homens de nacionalidade paraguaia, identificados como Riki Javier González Báez e Rosalino Báez.

Durante buscas na residência, os policiais encontraram seis pistolas Glock de uso restrito, um revólver calibre 38, 16 carregadores de pistola, 400 munições de diversos calibres, 27 celulares, oito carros, sendo quatro deles blindados, além de US$ 54.700 dólares em dinheiro.

 

 

Presos em operação deitados no chão em Ponta Porã (Foto: Direto das Ruas)Presos em operação deitados no chão em Ponta Porã (Foto: Direto das Ruas)

Segundo apurado pelo Campo Grande News, o grupo que estava na casa de Chico Gimenez preparava um ataque ao bandido brasileiro Sérgio de Arruda Quintiliano Neto, conhecido como o “Minotauro”. Ele declarou guerra ao clã de Pavão para controlar sozinho o tráfico de drogas e de armas na fronteira.

Na terça-feira (4), Pedro Gimenez da Luz, 24 anos,sobrinho de Pavão, foi atacado a tiros de fuzil no centro de Pedro Juan Caballero, mas saiu ileso. O crime teria sido a mando de Minotauro.

Os detidos na operação responderão por tráfico internacional de armas, receptação, obstrução à Justiça e organização criminosa.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions