A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 28 de Maio de 2017

27/06/2011 17:49

Acusado de atirar em policial civil em Dourados diz ter se confundido

Paula Maciulevicius

Autor dos tiros disse em entrevista que procurava por outra pessoa e se enganou por conta do carro do policial

Homem disse que se enganou ao matar policial civil no domingo. (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)
Homem disse que se enganou ao matar policial civil no domingo. (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)

O acusado de atirar no policial civil aposentado, Tiago dos Santos Barbosa, 22 anos, neste domingo, em Dourados, afirmou que entrou na casa do policial por engano e que procurava por uma pessoa com nome de Rafael Bonatto.

Segundo o site Dourados News, Tiago disse à imprensa local que a pessoa que ele procurava tem o mesmo carro que o policial e por conta disso ele se confundiu. Ele disse ainda que procurava pelo rapaz com quem teve uma briga em 2007, sob efeito de bebida alcoólica.

O policial Emerson José Gadani, 38 anos, foi atingido por tiros dentro do carro, quando entrava na garagem de casa. Ainda de acordo com o site Dourados News, Tiago disparou para cima, pois o policial, estava estacionando o carro, quando um dos filhos avisou que havia um homem armado dentro de casa. Momento em que Emerson deu ré no carro e arrancou.

Ainda em entrevista Tiago afirmou que no momento que resolver procurar o cara com quem teve uma briga em 2007, estava sob o efeito de bebida alcoólica.

Tiago, também conhecido como “overdose”, foi preso com dois revólveres calibre 38. Quanto a outro vítima que teria sofrido uma tentativa de homicídio, ele disse que na verdade a arma caiu e disparou sem querer.

(Matéria editada às 18h38 para correção de informações)

Carro é abandonado com mais de 400 kg de maconha
Um carro Ford Ka prata com placas de Dourados, foi encontrado na manhã deste domingo (28) abandonado na rua Benjamin Constant em Rio Brilhante, a 163...
Pescadores do Paraná são multados em R$ 5,3 mil por pesca ilegal em rio de MS
A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou quatro pessoas, três deles do Paraná, por pesca ilegal durante fiscalização no rio Ivinhema, ocorrida de sáb...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions