A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

27/06/2011 17:49

Acusado de atirar em policial civil em Dourados diz ter se confundido

Paula Maciulevicius

Autor dos tiros disse em entrevista que procurava por outra pessoa e se enganou por conta do carro do policial

Homem disse que se enganou ao matar policial civil no domingo. (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)
Homem disse que se enganou ao matar policial civil no domingo. (Foto: Osvaldo Duarte, Dourados News)

O acusado de atirar no policial civil aposentado, Tiago dos Santos Barbosa, 22 anos, neste domingo, em Dourados, afirmou que entrou na casa do policial por engano e que procurava por uma pessoa com nome de Rafael Bonatto.

Segundo o site Dourados News, Tiago disse à imprensa local que a pessoa que ele procurava tem o mesmo carro que o policial e por conta disso ele se confundiu. Ele disse ainda que procurava pelo rapaz com quem teve uma briga em 2007, sob efeito de bebida alcoólica.

O policial Emerson José Gadani, 38 anos, foi atingido por tiros dentro do carro, quando entrava na garagem de casa. Ainda de acordo com o site Dourados News, Tiago disparou para cima, pois o policial, estava estacionando o carro, quando um dos filhos avisou que havia um homem armado dentro de casa. Momento em que Emerson deu ré no carro e arrancou.

Ainda em entrevista Tiago afirmou que no momento que resolver procurar o cara com quem teve uma briga em 2007, estava sob o efeito de bebida alcoólica.

Tiago, também conhecido como “overdose”, foi preso com dois revólveres calibre 38. Quanto a outro vítima que teria sofrido uma tentativa de homicídio, ele disse que na verdade a arma caiu e disparou sem querer.

(Matéria editada às 18h38 para correção de informações)




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions