A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/07/2016 12:47

Acusado de matar mulher a facadas fica em silêncio durante depoimento

Renata Volpe Haddad
Conforme delegado que investiga o caso, Silvano estava calmo e bem orientado pelo advogado. Ele não falou nada durante depoimento. (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)Conforme delegado que investiga o caso, Silvano estava calmo e bem orientado pelo advogado. Ele não falou nada durante depoimento. (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Silvano Aparecido dos Santos de 35 anos, acusado de matar a mulher a facas, que foi encontrado vivendo dentro de um buraco em Presidente Epitácio, São Paulo, já está em uma das celas da delegacia de Polícia Civil em Anaurilândia, distante 371 km de Campo Grande. Durante depoimento ao delegado, ele ficou calado.

Conforme informações do site Jornal da Nova, Silvano foi ouvido pelo delegado coordena o caso, Rafael Carvalho. O acusado usou seu direito constitucional de falar somente em juízo e permaneceu calado diante das perguntas do delegado.

Segundo Carvalho, o acusado se apresentou com a fisionomia tranquila, mas resolveu se calar no depoimento. “Ele me pareceu estar bem tranquilo e bem orientado pelo seu advogado. Quando tentamos ouvir dele sobre o crime, disse que foi por motivo de ciúmes e que se arrependeu, mas não disse mais nada”, alegou.

Ainda conforme o delegado, Silvano não detalhou como fugiu e onde ficou esse tempo todo até ser encontrado. Apenas que ficou no buraco quatro dias antes de ser encontrado.

O inquérito policial será concluído na próxima semana e enviado para o Poder Judiciário de Anaurilândia.

Caso – Silvano matou a esposa, Christiane Santana de Assis, 30 a facadas durante um chá de bebê, no dia 4 de junho. Ele foi encontrado no dia 12 de julho vivendo em um buraco em uma propriedade rural do padastro, no interior de São Paulo.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions