A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/01/2016 16:45

Adolescente paraplégico é morto a tiros nos fundos de residência

Renata Volpe Haddad
Ozéias ainda foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu, mas morreu quando deu entrada no hospital. (Foto: Angela Bezerra/ Edição de Notícias)Ozéias ainda foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu, mas morreu quando deu entrada no hospital. (Foto: Angela Bezerra/ Edição de Notícias)

Ozéias Teixeira Vicente, 17, foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (28), nos fundos de uma residência, localizada na rua Jatobá na Vila do Pequi I, em Coxim, distante 260 km de Campo Grande. Wellington André Rodrigues, 21, é o acusado de matar o jovem que era paraplégico devido a um esfaqueamento e estava sentado em uma cadeira de rodas.

Segundo informações do site Edição de Notícias, uma jovem de 23 anos que não foi identificada, contou que estava com os dois filhos e o adolescente tomando café embaixo de uma árvore, nos fundos de casa quando o autor chegou armado, com um capacete na cabeça.

Segundo a jovem, antes de atirar o jovem disse “Ozéias eu vim cobrar aquela bronca”. Em seguida o autor descarregou um revólver na vítima e fugiu do local em um veículo GM Corsa prata, com outros três indivíduos que o aguardavam para dar fuga.

Alvejado com pelo menos dois tiros, o adolescente ainda chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu e morreu quando deu entrada no Hospital Regional Álvaro Fontoura, do município.

As Polícias Civil e Militar estiveram no local registrando o crime. Pouco tempo depois, o acusado de disparar os tiros foi preso, no mesmo bairro.

Crime - Conforme Wellington, as provocações entre os dois começou depois que Ozéias o acusou injustamente de ter furtado algumas armas no ano passado. Wellington disse que chegou a ser ouvido pela polícia, mas o envolvimento dele não foi comprovado.

De acordo com Wellington, na manhã desta quinta-feira ele recebeu outra ligação de Ozéias questionando sobre o paradeiro dele. O jovem se recusou a dizer sua localização e perguntou onde Ozéias estava escondido, momento em que o mesmo teria dito que estava na Vila do Pequi.

Cansado das ameaças e temendo pela segurança dos filhos, Wellington pegou um revólver e foi com um amigo de moto até o local. Ele entrou com o capacete na cabeça, foi até os fundos da casa, onde Ozéias estava sentado numa cadeira de rodas debaixo de uma árvore e efetuou os disparos.

O autor foi encaminhado para a 1ª Delegacia onde será ouvido pelo Delegado Gustavo Mussi e deve ser indiciado em flagrante por homicídio doloso qualificado. A Polícia Civil segue nas investigações para tentar identificar o motociclista que deu fuga a Wellington. Ele negou que tenha fugido em um GM Corsa prata e confirmou que contou apenas com a ajuda de um amigo que conduzia uma moto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions