ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 15º

Interior

Adolescente que participou de execução para vingar estupro é apreendido

Menino é apontado como suspeito de atirar em homem que estuprou, e mulher que acobertou abuso de criança

Por Clayton Neves | 24/05/2022 18:36
Na cama, marcas de sangue e na parede, vestígio de um dos tiros disparados contra Silvana. (Foto: Direto das Ruas)
Na cama, marcas de sangue e na parede, vestígio de um dos tiros disparados contra Silvana. (Foto: Direto das Ruas)

Na tarde de ontem (23) a polícia de Costa Rica apreendeu adolescente de 16 anos, suspeito de ser o atirador em homicídio que aconteceu na cidade na madrugada do último dia 9. Investigação inicial apontou que o crime foi motivado por vingança, depois de o estupro de uma criança de 3 anos ser descoberto.

No ataque, Silvana Inácio Garcia, de 46 anos, foi morta a tiros e o companheiro dela, Elias Moreira dos Santos, de 55, foi baleado, mas sobreviveu ao ataque. Ele recebeu alta médica no dia 16.

O crime aconteceu depois de a ex-nora do casal, de 22 anos, descobrir que a filha, uma criança de 3 anos, havia sido abusada sexualmente. À polícia, a jovem contou que a menina reclamou de dores nas partes íntimas durante o banho. Ao observar o corpo da filha, a mãe notou que a região estava vermelha.

A menina foi questionada e afirmou que o "vovô Elias" mexeu e que a vovó Silvana pediu para não falar. Furiosa, a mulher comentou sobre o crime com dois amigos, menores de idade, e planejou ela mesmo matar os ex-sogros.

Junto com os adolescentes, ela tentou comprar uma arma, não conseguiu e voltou para a casa. Nesse intervalo, os menores de idade foram até a casa de Silvana e Elias e executaram os dois a tiros.

Um dos rapazes chamou no portão da residência do casa e pediu para usar o banheiro. Após a entrada, Silvana foi atingida por três tiros e morreu no local. Elias conseguiu correr e foi socorrido após ser baleado.

A mãe da criança revelou ter ligado para o pai da criança, filho de Silvana, mas que ele não tomou nenhuma atitude. Ela negou ter tido envolvimento, mas afirmou que gostaria de ter matado os ex-sogros. Disse acreditar que os adolescentes tenham tomado as dores dela quando decidiram matar a dupla.

Um dos adolescentes já havia sido apreendido e o segundo, que atirou, foi detido por volta das 16h horas de ontem em uma casa na cidade.

Nos siga no Google Notícias