ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Jovem alega que mandou assassinar casal para vingar estupro da filha de 3 anos

Silvana Inácio Garcia, de 46 anos, morreu e Elias Moreira dos Santos, de 55 anos, sobreviveu ao atentado

Anahi Zurutuza, Dayene Paz e Ana Beatriz Rodrigues | 09/05/2022 17:23
Na cama, marcas de sangue e na parede, vestígio de um dos tiros disparados contra Silvana. (Foto: Direto das Ruas)
Na cama, marcas de sangue e na parede, vestígio de um dos tiros disparados contra Silvana. (Foto: Direto das Ruas)

A mulher de 22 anos suspeita de ter mandado matar Silvana Inácio Garcia, de 46 anos, e o companheiro dela, Elias Moreira dos Santos, de 55 anos, que sobreviveu ao atentado nesta segunda-feira (9), alega que encomendou os assassinatos por vingança. Ela diz que o sobrevivente abusou sexualmente da filha dela, de apenas 3 anos, e a esposa dele teria dado cobertura.

O ataque aconteceu em Costa Rica – a 326 km de Campo Grande – durante a madrugada. Ainda nesta segunda-feira, além de prenderem a jovem mandante do crime, policiais civis e militares da cidade prenderam em flagrante rapaz de 21 anos e apreenderam um dos adolescentes envolvidos.

De acordo com a apuração policial, a mãe da suposta vítima de violência sexual induziu dois garotos, ambos de 16 anos, a cometerem o duplo homicídio. Já o mais velho foi chamado para ajudar na fuga.

Nesta madrugada, um dos adolescentes, que é filho do ex-cunhado de Elias, chamou pelo “tio” e pediu para ir ao banheiro. No momento em que o alvo virou de costas, ele efetuou os disparos. Depois, passou a arma para que o outro adolescente continuasse atirando e os dois foram até o quarto onde estava Silvana e também a atingiram.

O homem levou tiros no tórax e boca, mas conseguiu correr e pedir socorro na casa de uma filha. Já a esposa dele morreu na cama com 3 tiros na cabeça, além de perfurações no peito e mão.

Segundo a Polícia Civil, “a mandante estava assistindo tudo”. Depois do crime, todos fugiram em um Chevrolet Chevette e um dos adolescentes continua foragido.

Perito trabalhando na cena do crime. (Foto: Direto das Ruas)
Perito trabalhando na cena do crime. (Foto: Direto das Ruas)

Os dois com mais de 18 anos responderão por homicídio doloso mediante dissimulação e motivo torpe e tentativa de assassinato. Já os adolescentes por atos infracionais análogos aos mesmos crimes.

O suposto estupro da criança também será investigado, tanto que a Polícia Civil já pediu que a menina passe por exame de sexologia forense.

A reportagem apurou ainda que Elias já foi condenado por estupro de vulnerável e chegou a ficar preso. As primeiras denúncias contra ele foram registradas em julho de 2011.

O sobrevivente está internado na Santa Casa de Campo Grande. Ele chegou às 11h26 de hoje, foi avaliado pelas equipes das cirurgias geral e torácica, sendo internado pela torácica para continuidade no tratamento. Está consciente, orientado e estável no momento, e deve passar por cirurgia.

Nos siga no Google Notícias