A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019

19/03/2019 13:51

Advogado alega surto e pede exame de insanidade para homem que matou ex

Defesa alegou que homem que matou ex a golpes de machadinha sofre de transtornos mentais; Justiça negou o pedido de exame

Kerolyn Araújo
Mulher foi golpeada até a morte com machadinha. (Foto: Reprodução/MS Todo Dia)
Mulher foi golpeada até a morte com machadinha. (Foto: Reprodução/MS Todo Dia)

A defesa de José Cláudio Neres de Melo, 39 anos, que matou na madrugada do último domingo (17) a ex-mulher Edinalva Ferreira Melgaço, 34 anos, solicitou à Justiça que o homem passasse por exame de insanidade mental. A vítima foi morta a golpes de machadinha em Costa Rica, cidade distante a 305 quilômetros de Campo Grande.

Segundo o delegado Alexandro Mendes de Araújo, que conduz o inquérito, o advogado de defesa Ramiro Piargentile solicitou à Justiça que o cliente fosse submetido ao incidente de insanidade mental. O pedido, porém, foi negado pelo juiz da 1ª Vara da Comarca de Costa Rica, Francisco Soliman. ''Não há dúvidas de que ele planejou o crime, anunciou suas intenções e tinha plena consciência de seus atos e das consequências deles'', ressaltou o delegado.

Ao Campo Grande News, o advogado de José defendeu que o cliente cometeu o crime em um momento de impulso. Conforme Romero, o cliente já teria tentado suicídio por três vezes, o que leva a defesa a pedir que o homem passe pelo exame para comprovar que ele tem transtornos mentais graves. 

''Ele está emocionalmente abalado e ficou transtornado. Tenho a convicção de que ele teve um surto e não teve como evitar o que aconteceu. Ele tem transtornos mentais graves", disse.

 

O advogado entrará com um pedido de habeas corpus nas próximas horas e mais uma solicitação para que o cliente passe pela avaliação médica.

O caso - Edinalva foi atingida a golpes de machadinha na madrugada de domingo na região central de Costa Rica. A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital logo após dar entrada.

Durante buscas, José foi localizado e confessou o crime contra a ex-esposa. Em depoimento ao delegado Alexandro Mendes de Araujo, o pedreiro relatou que foi casado com Edinalva por 16 anos e há 32 dias estavam separados.

Na noite de sábado (16), a vítima e o autor estavam em uma festa de confraternização da igreja e José teria ficado inconformado ao ver a ex feliz. ''Ele disse que não aceitou ver a felicidade da vítima e a tristeza dele", contou.

O delegado afirmou que não há dúvidas de que a intenção do autor era matar a vítima. ''Foi premeditado e na intenção de matar por motivo de egoísmo", disse.

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Costa Rica. Com esse caso, chega a 10 o número de feminicídios registrados em Mato Grosso do Sul neste ano.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions