ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Advogado matou ex-presidente do PSL após descobrir mensagens para outros homens

Corpo de Fernanda foi encontrado em milharal no dia 29 de abril, entre Batayporã e Nova Andradina

Por Ana Oshiro | 08/06/2021 08:49
Alexandre prometia se casar com Fernanda, de acordo com prints e testemunhas (Foto: Reprodução/Jornal da Nova))
Alexandre prometia se casar com Fernanda, de acordo com prints e testemunhas (Foto: Reprodução/Jornal da Nova))

Prints de mensagens trocadas pela vítima reforçam a tese de que ciúmes foi a principal motivação para a morte de Fernanda Daniele de Paula Ribeiro dos Santos, de 36 anos, ex-presidente do Diretório Municipal do PSL (Partido Social Liberal), em Nova Andradina, a 300 quilômetros da Capital. O corpo dela foi encontrado em um milharal entre os municípios de Batayporã e Nova Andradina, no dia 29 de abril.

O principal suspeito do crime, que já foi indiciado pela polícia, é o advogado Alexandre França Pessoa, de 42 anos, com quem ela teve um relacionamento conturbado e planejava se casar. Ele está preso preventivamente no Presídio Militar de Campo Grande desde o dia 1º de junho, quando teve a prisão decretada.

De acordo com o Jornal da Nova, depoimentos e mensagens printadas, no notebook e celular de Fernanda, mostram que ela conversava com outros homens além do advogado, o que pode ter causado ciúmes em Alexandre e motivado o feminicídio.

Ciúmes de conversas com outros homens pode ser a motivação da morte de Fernanda (Foto: Reprodução/Jornal da Nova)
Ciúmes de conversas com outros homens pode ser a motivação da morte de Fernanda (Foto: Reprodução/Jornal da Nova)

Conforme testemunhas, o advogado prometia se casar com Fernanda, mas estava em processo de divórcio e não deixava a casa da antiga mulher.

Mesmo assim, Fernanda e Alexandre mantinham uma relação de união estável, que foi registrada em cartório. No notebook da vítima a perícia encontrou um print do contrato rasgado, feito por ela mesma, que sempre guardava provas do que acontecia.

O relacionamento dos dois era conturbado e, de acordo com uma das testemunhas, eles brigaram um dia antes do corpo de Fernanda ser encontrado. O motivo da discussão seria o mesmo de sempre, a ex-mulher de Alexandre.

Conforme o Jornal da Nova, em outros prints, encontrados durante a investigação, Fernanda tirou fotos de partes do corpo com vários hematomas, mostrando que sofria agressões.

“Percebemos que a vítima demonstrava um amor intenso pelo investigado, e, que por mais que ela rompesse, o relacionamento sempre perdoava o investigado, mesmo ele não cumprindo com as promessas feitas a ela”, diz a polícia no relatório investigativo.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário