ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Após apreensão de "super carga", Receita doa 10 t de carnes e embutidos

Congelados e perecíveis, alimentos são produto de transporte ilegal por motorista boliviano e agora vão alimentar Corumbá

Por Izabela Sanchez | 14/08/2020 11:54
Em contagem inicial, Recieta havia estimado 6 toneladas de produtos, mas agora chegou ao total de 20 (Foto: Divulgação/Receita)
Em contagem inicial, Recieta havia estimado 6 toneladas de produtos, mas agora chegou ao total de 20 (Foto: Divulgação/Receita)

A Receita Federal na fronteira entre Brasil e Bolívia, em Corumbá, doou 10 toneladas de alimentos congelados e perecíveis para a assistência social da cidade a 419 km de Campo Grande. De frango a embutidos, todos foram alvo de apreensão na quarta-feira (12) à noite, por serem transportados ilegalmente com intenção do motorista de levá-los à Bolívia.

Conforme pontua o Diário Corumbaense, a carga foi apreendida na quarta-feira durante a noite em fiscalização da Receita. Todos os produtos eram levados por motorista boliviano de 47 anos.

Foram doados: 5 mil quilos de frango, 3,3 mil de kg de pele de suíno, 400 kg de linguiça, 75 kg de calabresa, 960 kg de mortadela e 412 kg de salsicha.

Motorista foi flagrado no posto Esdras, na divisa, e iria seguir viagem para a Bolívia se não fosse a fiscalização. Parado por servidores da Receita, mentiu e apresentou documentos falsos, tanto sobre os alimentos quanto sobre a própria identidade.

Conforme mostrou o Campo Grande News com informações do Diário Online, a Receita, inicialmente, havia contabilizado 6 toneladas de produtos. Nova contagem quase quadruplicou esse número.

São 10 toneladas só de alimentos, mas o motorista levava também produtos de higiene, vitaminas e remédios, e a Receita, conforme pontua o Diário, estima que ele tentava levar para a Bolívia 20 toneladas em produtos guardados na carreta do caminhão.