ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Após tempestade, governo reconhece situação de emergência em Miranda

Mais de 150 famílias foram atingidas por tempestade que derrubou árvores e causou outros estragos

Por Adriel Mattos | 25/05/2022 08:20
Ventos chegaram a 75 km/h. (Foto: Divulgação/Defesa Civil Municipal)
Ventos chegaram a 75 km/h. (Foto: Divulgação/Defesa Civil Municipal)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), reconhece a situação de emergência em Miranda, cidade da região oeste a 208 km de Campo Grande. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (25) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

A cidade foi afetada por uma tempestade que causou diversos estragos na semana passada. O reconhecimento permite que a Cedec (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) coordene os demais órgãos nas ações de recuperação dos estragos, convocação de voluntários e arrecadação de donativos.

Os servidores podem adentrar nas casas se identificarem risco à vida dos moradores. O município pode dispensar licitação para comprar insumos ou contratar serviços para reconstrução. A medida vale por 180 dias, cerca de seis meses.

Tempestade – A tempestade do último fim de semana destelhou casas e causou queda de árvores e postes. Os ventos fortes derrubaram uma árvore que causou obstrução da MS-339, que liga Miranda a Bodoquena.

Segundo o meteorologista Natálio Abrahão, esses ventos chegaram a 75 km/h. Mais de 150 famílias foram atingidas pela tempestade. “Ainda bem que não houve vítimas. Bens materiais a gente consegue de novo”, comentou em rede social o prefeito Fábio Florença (PDT).

Nos siga no Google Notícias