ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 19º

Interior

Aquidauana faz 128 anos sem comemorações

Por causa da pandemia, neste ano, não vai haver desfile ou festa na cidade

Por Ana Beatriz Rodrigues | 15/08/2020 11:52


Imagem da padroeira em frente à Igreja Matriz, no centro da cidade (Foto: Campo Grande News/Arquivo)
Imagem da padroeira em frente à Igreja Matriz, no centro da cidade (Foto: Campo Grande News/Arquivo)

Neste sábado (15) é comemorado 128 anos de Aquidauana, cidade que fica á 140 km da Capital. Mas, por conta da pandemia, a prefeitura decidiu não realizar comemorações, para evitar aglomerações e em respeito as famílias das vitimas do novo coronavírus.

Pelas redes sociais, o prefeito Odilon Ribeiro (PSDB) parabenizou a cidade. "Neste 15 de agosto, em que nossa Aquidauana completa 128 anos, não estamos festejando, mas unimos nossas mãos e a nossa fé para pedir a Deus que abençoe nossa gente, livre-nos do mal e traga de volta a paz e a alegria aos nossos corações e à nossa cidade”, postou.

Já são 1.043 casos do novo coronavírus detectados na cidade. Foram 104 novas confirmações de ontem para hoje. A cidade perdeu 29 moradores para a covid-19.

Aquidauana surgiu como um vilarejo do município de Miranda, formado por soldados que participaram da Guerra do Paraguai. Em 1892, às margens do rio que dá nome à cidade, que um grupo formado pelo major do Exército Teodoro Rondon e pelos coronéis João D'Almeida Castro, Augusto Mascarenhas, Estevão Alves Corrêa, Manuel Antônio Paes de Barros se fixou e junto com pecuaristas, fundou a cidade.