ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Batalhão de Choque chega a Dourados para impedir protestos contra lockdown

Comandante da PM diz que presença da tropa foi solicitada pela prefeitura para reforçar segurança

Por Helio de Freitas, de Dourados | 31/05/2021 10:09
Policiais do Choque da PM que chegaram nesta segunda-feira a Dourados (Foto: Adilson Domingos)
Policiais do Choque da PM que chegaram nesta segunda-feira a Dourados (Foto: Adilson Domingos)

Policiais do Batalhão de Choque da PM chegaram na manhã desta segunda-feira (31) a Dourados, a 233 km de Campo Grande, para reforçar a fiscalização durante os 14 dias de lockdown decretado pela prefeitura para conter a proliferação da covid-19.

As medidas, as mais severas adotadas até agora em Mato Grosso do Sul durante a pandemia, seguem até o dia 12 de junho. Só supermercados, açougues, padarias, farmácias, hospitais, feiras livres e postos de gasolina podem funcionar.

O grupo veio de ônibus de Campo Grande e se concentrou no 3º Batalhão da Polícia Militar, na Vila Industrial. O comandante do batalhão, tenente-coronel Rodrigo Alex Potrich, disse que o reforço foi solicitado pela prefeitura, para conter eventuais protestos de comerciantes contra o lockdown.

São pelo menos 36 policiais, que só devem ir para a rua em caso de manifestações. A fiscalização do cumprimento das medidas sanitárias continua sendo feita por policiais do 3º Batalhão e pela Guarda Municipal.

Veja o vídeo:

O Choque chega a Dourados no momento em que empresários organizavam uma carreata para protestar contra o “fecha tudo” determinado por decreto assinado pelo prefeito Alan Guedes (PP).

Em redes sociais, organizadores do protesto comunicaram o cancelamento da carreata, mas grupos divergentes prometem manter o ato.

Dourados vive o pior momento da pandemia de coronavírus, com crescimento exponencial dos casos positivos (foram mais de 600 entre sexta e domingo) e das mortes. Foram 25 óbitos em hospitais da cidade nos últimos dois dias.

Em nota enviada ao Campo Grande News, a prefeitura informou que diante do decreto de lockdown, solicitou apoio de fiscalização ao Governo do Estado.

“O município entende que precisa ter uma fiscalização eficiente nesse período. O governo achou por bem enviar o Choque como suporte e isso vai ajudar muito no controle da situação”, informou a assessoria de Alan Guedes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário