ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Grupo de Sidrolândia vai guiar doações e "caminhão-cozinha" até o RS

Em comboio, vão conduzir quatro carretas lotadas e levar voluntários para ajudar os gaúchos

Por Cassia Modena | 09/05/2024 10:51
Voluntários organizam carga em uma das 4 carretas disponíveis (Foto: Márcio Silva de Almeida)
Voluntários organizam carga em uma das 4 carretas disponíveis (Foto: Márcio Silva de Almeida)

Para ajudar a aliviar a tristeza que toma conta do Rio Grande do Sul, atingido por enchentes históricas, caminhoneiros de Sidrolândia vão conduzir doações e até um "caminhão-cozinha" adaptado para fazer refeições aos gaúchos desabrigados.

Eles sairão em comboio neste sábado (11) e a previsão é que cheguem na segunda-feira (13) nas cidades de Encantado, Muçum e Roca Sales, que estão entre as centenas de afetadas.

O líder da ação é o caminhoneiro Márcio Silva de Almeida, de Sidrolândia. Empresários, fazendeiros, moradores do município do interior sul-mato-grossense e instituições de Campo Grande, como o CTG (Centro de Tradições de Gaúchas) Farroupilha, ajudaram com doações. "É uma corrente de solidariedade", diz.

Mutirão para organizar peças de roupas que serão enviadas ao RS (Foto: Márcio Silva de Almeida)
Mutirão para organizar peças de roupas que serão enviadas ao RS (Foto: Márcio Silva de Almeida)

São quatro carretas carregadas de vestuário, roupas de banho e de cama, 150 colchões, 800 cobertores, diversos itens de higiene, 25 toneladas de alimentos e 20 mil litros de água. Uma delas, inclusive, é um frigorífico móvel que ficará desligado para servir à causa humanitária.

"Nós já entramos em contato com os prefeitos dessas três cidades do Rio Grande do Sul e eles estão nos esperando", acrescenta o caminhoneiro.

"Caminhão-cozinha" - O veículo adaptado é uma truck sider, explica Márcio, que tem freezer especial para guardar os alimentos perecíveis e um gerador de energia elétrica.

Nele, 15 voluntários vão cozinhar e servir refeições. "Vão trabalhar na cozinha por tempo indeterminado. Se precisar de 15, de 20, de 30 dias, eles estão indo preparados com lanternas e marmitex descartável", diz.

Logística - Márcio também avisa que o grupo quer se encarregar da logística de mais doações. Ele se coloca à disposição para ajudar cargas a chegarem a quem mais precisa.

As carretas ainda têm espaço para acréscimo de mais doações. "Podem continuar doando e fazendo chegar aqui em Sidrolândia, que a gente leva", finaliza.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.


Nos siga no Google Notícias