ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Capturados 6 dos 10 presos que fugiram por túnel em cela de delegacia

Waterson Ozório está entre os 4 foragidos; Ele foi preso por tráfico de drogas e também é investigado por envolvimento no latrocínio de um comerciante

Por Danielle Valentim e Bruna Kaspary | 24/07/2018 06:48
Terceiro da foto foi capturado em Campo Grande e está na Depac, da Vila Piratininga. (Foto: Divulgação)
Terceiro da foto foi capturado em Campo Grande e está na Depac, da Vila Piratininga. (Foto: Divulgação)

Policiais civis e militares já capturaram seis dos dez presos que fugiram da delegacia de Aquidauana, a 135 km de Campo Grande, na madrugada desta segunda-feira (23). Um dos autores já estava em Campo Grande e aguarda transferência em uma cela da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), da Vila Piratininga, na Capital.

Os regastes, conforme O Pantaneiro aconteceram ontem à noite. Marcos de Arruda Santana, 21 anos, e Vinícius R. Rodrigues de Oliveira, 19 anos, foram presos pela PMA (Polícia Militar Ambiental).

Eles estavam na Rua Geovani Toscano de Brito com Rua dos Ferroviários, em Aquidauana. Já Ademir de Souza Arroaba, 27 anos, que foi preso por furto em junho de 2017, já estava em Campo Grande quando foi encontrado por policiais da Capital.

Equipes da Getam e do Tático que estavam de folga foram mobilizadas a fim de auxiliar na força-tarefa para encontrar os criminosos que causaram tumulto nesta segunda.

No final da tarde, a Polícia Militar havia prendido três dos dez presos que fugiram. Walisson Renato Fernandes, de 24 anos, foi encontrado no Bairro São Francisco. Josivaldo Arevalo Avalos, de 25 anos, foi detido a caminho de Miranda e Jefferson Augusto, de 26 anos, foi preso a caminho do distrito de Piraputanga.

Envolvido em latrocínio - Waterson Ozório, preso no último dia 18 de julho, ainda está foragido. Ele foi preso por tráfico de drogas  e também é suspeito de envolvimento no latrocínio - roubo seguido de morte -, do comerciante Ronaldo Batista, em 2017.

No dia da prisão, ele estava com pedras de pasta base de cocaína, porções prontas para a venda e 217 quilos de maconha, no Jardim Campanário, em Anastácio, a 135 km de Campo Grande. O jovem havia sido solto há dois meses, depois que o juiz Luciano Pedro Beladelli entendeu que o rapaz praticou receptação e não participou diretamente da morte.

Seguem foragidos - Alex Bruno Fogaça (preso em 21 de maio por homicídio), Renato Correa (preso em 11 deste mês, por uso de documento falso), Tiago da Silva Rocha (evadido da Gameleira e recapturado no dia 21 deste mês) e Waterson.

Nos siga no Google Notícias