A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

07/06/2019 15:05

Chefe de polícia é morto com tiro de escopeta em zona dominada pelo crime

Eladio Alvarenga Martínez foi morto na Subcomisaría da Polícia Nacional em Colônia Guavirá, no departamento de Canindeyú

Helio de Freitas, de Dourados

O subcomissário da Polícia Nacional do Paraguai Juan Eladio Alvarenga Martínez, 42, foi executado nesta sexta-feira (7) em Guavirá, uma colônia rural no departamento (equivalente a estado) de Canindeyú, que fica perto de Mundo Novo e Japorã, duas cidades do extremo-sul de Mato Grosso do Sul. A área é dominada pelo crime, principalmente por facções que atuam no tráfico de maconha e de armas e no contrabando de cigarro.

O comissário Vidal Achucarro, chefe da Polícia Nacional em Canindeyú, disse que Martínez foi morto com um tiro de escopeta e o corpo deixado ao lado de sua caminhonete. Segundo Achucarro, o sítio onde o policial foi morto fica em uma área com escassa cobertura do sistema de comunicação.

De acordo com o jornal ABC Color, o subcomissário levou um tiro na altura do tórax, possivelmente de escopeta. O local do crime é próximo de uma base militar e com poucos moradores civis. Foi um militar que encontrou o corpo e avisou a polícia.

A reportagem do jornal paraguaio afirma que a Colônia Guavirá é um dos pontos mais desolados da fronteira seca com o Brasil, distante 25 km do centro de La Paloma e a 50 km de Salto del Guairá, cidade vizinha de Mundo Novo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions