ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Chuva forte causa alagamento, queda de árvores e acidente de trânsito

Segundo registro de pluviômetros instalados na cidade, em duas horas choveu cerca de 69 milímetros

Por Elci Holsback | 22/01/2017 09:02
Um dos 10 pontos de alagamento registrados (Foto: Silvana Moraes/Diário Corumbaense)
Um dos 10 pontos de alagamento registrados (Foto: Silvana Moraes/Diário Corumbaense)

Forte chuva que caiu na tarde de sábado (21) em Corumbá, distante 419 km de Campo Grande, deixou rastro de estrago no município. O Corpo de Bombeiros registrou cerca de 10 pontos de alagamentos, duas árvores caíram sobre casas e uma na rua e um veículo capotou, após aquaplanar na BR-262. 

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 17h30, na região conhecida como Curva do Urucum. O veículo, com placas da Bolívia, capotou e caiu a ribanceira às margens do acostamento.

Além do condutor, havia apenas uma mulher de 42 anos e ambos sofreram apenas escoriações. O condutor relatou à equipe do resgate que chovia muito no momento do acidente e que por isso, perdeu o controle da direção do carro, que aquaplanou.

Três árvores caíram durante a chuva (Foto: Divulgação/Bombeiros)
Três árvores caíram durante a chuva (Foto: Divulgação/Bombeiros)

Ainda durante a chuva, por volta das 17h30 uma figueira caiu sobre uma casa no bairro Popular Nova. O banheiro da redsidência foi danificado, mas não houve feridos. Já no bairro Aeroporto, uma árvore também, caiu sobre uma residência, o trabalho dos Bombeiros para retirada dos galhos durou cerca de uma hora e os moradores não se feriram.

Na região central, no cruzamento das ruas Rio Grande do Sul e Marechal Deodoro, parte de uma árvore caiu na pista em frente ao semáforo.

Os 10 pontos de alagamento foram registrados na região central e nos bairros Popular Nova, Nova Corumbá, Maria Leite e Universitário.

Veículo aquaplanou e capotou durante a chuva deste sábado (Foto: Divulgação/Bombeiros)
Veículo aquaplanou e capotou durante a chuva deste sábado (Foto: Divulgação/Bombeiros)

Pluviômetro - Segundo informações do site Diário Corumbaense, dados dos pluviômetros do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) instalados nas escolas municipais Almirante Tamandaré e Luiz Feitosa Rodrigues mostram que ao longo da tarde deste sábado, o Corumbá contabilizou média de 69 milímetros de precipitação nas duas estações.

O pluviômetro instalado na escola Luiz Feitosa, registrou volume de 73,2 milímetros de chuva. Já a plataforma da escola Almirante Tamandaré, contabilizou 64,8 milímetros de precipitação durante a tarde. Segundo os re4gistros pluviométricos, a chuva durou cerca de duas horas, com início às 15h20.

Historicamente, janeiro é o mês mais chuvoso do ano em Corumbá. O volume esperado para este mês é de 145,4 milímetros e, entre os dias 1º e 17 deste mês, a cidade registrou média superior a 160 milímetros de precipitação. Em 2016, janeiro teve índice de pluviosidade de 330,8 milímetros, segundo dados do Cemtec-MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário