A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

04/12/2015 16:44

Chuva forte na região de Dourados impede voo de Reinaldo para Capital

Reinaldo Azambuja participou nesta sexta da entrega de obra em Rio Brilhante, mas teve de voltar de carro porque avião não conseguiu decolar em função o temporal

Helio de Freitas, de Dourados
Chuva de 16 milímetros em 20 minutos alagou ruas da área central de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Chuva de 16 milímetros em 20 minutos alagou ruas da área central de Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

Uma forte chuva acompanhada de vento na tarde desta sexta-feira na região de Dourados atrapalhou a viagem de volta do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para Campo Grande. O avião do governador não conseguiu decolar em Rio Brilhante, onde cumpriu agenda de entrega e lançamento de obras, e Reinaldo retornou para a Capital de carro.

De acordo com o Guia Clima, da Embrapa Agropecuária Oeste, a chuva em Dourados foi de 16 milímetros em meia hora, o suficiente para alagar várias ruas da área central. O vento chegou a 39 quilômetros por hora, considerado de categoria “forte”. A chuva continua na cidade.

Em Rio Brilhante, a 65 km de Dourados, onde o governador cumpria agenda, a chuva choveu menos, também segundo a Embrapa. A precipitação foi de 6 milímetros, mas o suficiente para impedir a decolagem do avião do governador do aeródromo local, que é de terra. Ventava muito na cidade, mas a solenidade em que Reinaldo estava presente foi concluída antes do temporal.

Obras e uniforme – Vindo do município de Angélica, Reinaldo chegou a Rio Brilhante de avião e na cidade entregou, ao lado do prefeito Sidney Foroni (PMDB), a reforma e ampliação da Escola Estadual Fernando Corrêa da Costa e lançou a obra da nova sede do Detran.

O governador também vistoriou a revitalização da Avenida Benjamin Constant e entregou simbolicamente kits de material escolar e uniforme para o próximo ano letivo.

Angélica – No município de Angélica, a 263 km de Campo Grande, Reinaldo participou nesta sexta da reinstalação da comarca, desinstalada em 2013. Agora Justiça Estadual funciona em prédio de 300 metros quadrados, com salas de audiência, cartórios, gabinetes e assessoria. Antes a sede da comarca funcionava em Ivinhema, a 20 km de Angélica.

O governador disse que a reabertura da comarca em Angélica repara um erro e resgata a dignidade da população, que precisa de auxílio jurídico. “É fundamental que as pessoas tenham esse tipo de atendimento, dando a elas uma esperança para resolver seus problemas e evitando que muito sigam até Ivinhema de bicicleta para buscar apoio jurídico”, disse Reinaldo.

Já presidente do Tribunal de Justiça de MS, desembargador João Maria Lós, disse que a proximidade da comarca e a presença do juiz na cidade traz “estabilidade jurídica” para a região. “Essa reinstalação corrige uma injustiça de 2013, e dá a certeza de que a questão fundiária do município poderá ser resolvida”.

Para o prefeito de Angélica, Luiz Antônio Milhorança, a população carente também poderá ter um fácil acesso à Justiça, facilitando a garantia de seus direitos. “Com a comarca, a população vai se sentir mais segura, pois nós estávamos órfãos da Justiça”.

Em Angélica, Reinaldo participou da reinstalação da comarca da Justiça estadual (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)Em Angélica, Reinaldo participou da reinstalação da comarca da Justiça estadual (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions