A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/12/2015 15:24

Chuva forte não da trégua e volta a alagar cidade no sul, veja o vídeo

Priscilla Peres
Cidade voltou a ficar alagada hoje por causa da chuva. (Foto: Anderson Vieira/Direto das Ruas)Cidade voltou a ficar alagada hoje por causa da chuva. (Foto: Anderson Vieira/Direto das Ruas)

A chuva não tem dado trégua para os moradores de Amambai - distante 360 km de Campo Grande. Hoje voltou a chover forte no município que registrou 419 milímetros só em novembro. Nas últimas semanas, foram registrados granizo, raios e até um "tornado" por lá.

Não há informações sobre quanto choveu hoje no município, mas o prefeito Sergio Diozébio Barbosa (PMDB) afirma que desde cedo a chuva e o vento são fortes. "Não conseguimos arrumar os estragos, pois chove todo dia aqui", conta ele ao ressaltar que são 12 pontes destruídas até agora.

O município está em situação de emergência decretada desde a semana passada e tenta recursos do governo do estado e da União para amenizar os estragos. "Eu acredito que nós vamos ficar mais de ano para conseguir consertar tudo o que foi danificado, mas enquanto a chuva não der uma trégua, não conseguimos nem amenizar os problemas".

Sergio Barbosa que mora em Amambai há 30 anos afirma que nunca viu tanta chuva no município. "Por enquanto, graças a Deus, só temos cinco famílias desabrigadas. O problema é mais de infraestrutura, mas está muito difícil".

A chuva de hoje voltou a alagar a área urbana e vários moradores registraram a situação em vídeos e fotos. O prefeito explica que os alagamentos acontecem por que a drenagem das ruas precisa ser refeita. "Nós temos vontade, mas neste caso podemos fazer medidas para melhorar, mas para resolver custa muito dinheiro".

Chuvas - Em MS, 14 municípios decretaram situação de emergência devido aos estragos da chuva nos últimos dias. Hoje, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) decretou emergência para tentar viabilizar mais recursos e mobilizar órgãos para ajudar as regiões afetadas.

De acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento de Tempo e Clima de MS) em quatro cidades principais choveu mais neste mês do que nos últimos 30 anos, e o aumento da chuva passou dos 100%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions