A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/03/2016 06:51

Condutor é executado com 15 tiros e veículo desgovernado invade casa

Caroline Maldonado
Caminhonete derrubou muro e quase bateu em casa, no Bairro São Vicente de Paula (Foto: Porã news)Caminhonete derrubou muro e quase bateu em casa, no Bairro São Vicente de Paula (Foto: Porã news)

Um paraguaio, identificado como Júlio Gabriel Morel, 23 anos, foi executado com 15 tiros de pistola 9 milímetros na noite de ontem (29), em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande. Ele conduzia uma caminhonete Mitsubishi L200, quando reduziu a velocidade em uma lombada e foi surpreendido por motociclistas armados, que, depois de disparar, fugiram no sentido do país vizinho, o Paraguai.

Após baleado, por volta das 22h20, o condutor perdeu o controle da caminhonete e transitou por cerca de 60 metros até bater e derrubar o muro e o portão de uma casa, no Bairro São Vicente de Paula, conforme o jornal Porã News. O utilitário, com placas do Paraguai, foi parar no quintal da residência.

Segundo o registro policial, a proprietária da casa saiu para ver o que havia ocorrido ao ouvir os disparos e o barulho do choque do veículo contra o muro e se deparou com o homem já morto, na cabine da caminhonete. Ele tinha diversas marcas de tiro na cabeça.

Agentes da Policia Militar e da ALI (Agência Local de Inteligência) isolaram o local até a chegada dos agentes do Siato (Setor de Investigação e Apoio Tático Operacional) da Polícia Civil.

Crimes - Execuções na região de fronteira têm sido cada vez mais frequentes. O principal motivo é o acerto de contas entre integrantes do crime organizado. Na última segunda-feira (28), o comerciante Marcos Daniel Ayala Guerrero, 30 anos, foi executado no momento em que tomava tereré em uma oficina de motocicletas, em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã.

Somente em janeiro deste ano, três pessoas foram executadas na fronteira. No dia 18, dois homens foram baleados e morreram, num intervalo de uma hora, em Ponta Porã. 

Na Rua Maria Auxiliadora, Bairro Renô, Victor Emilio Martines, 28 anos, foi assassinado com tiros de escopeta e pistola 9 milímetros. A segunda vítima do dia foi Fabiano Ramos, de nacionalidade paraguaia.

O comerciante Hiroyuki Tamano, 60 anos, foi assassinado por pistoleiros, enquanto cortava a grama e limpava a calçada de casa, no dia 29 do mesmo mês. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions