ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Contra aglomeração, PM usa bombas de gás e balas de borracha em Ribas

A cidade encerra amanhã período de dez dias em que vigorou toque de recolher para conter avanço da covid-19

Por Lucia Morel | 23/01/2022 12:42



Com toque de recolher em vigor desde 14 de janeiro, a cidade de Ribas do Rio Pardo teve ontem confronto entre a Polícia Militar e parte da população da cidade que não seguiu a medida, que vale até amanhã, e foi preciso uso de gás lacrimogênio para dispersar os habitantes aglomerados.

Até mesmo o Batalhão de Choque foi acionado porque as pessoas não queriam se retirar do canteiro central da avenida Aureliano Moura Brandão, centro do município, onde muitos bebiam e não respeitavam o distanciamento social. O toque de recolher começa às 23h e segue até às 05h aos finais de semana.

Em nota, a PM em Ribas do Rio Pardo informou que a população tem atuado com total desrespeito às normas vigentes e que com isso, as pessoas estão promovendo a disseminação do vírus da covid-19.

A corporação informou ainda que cerca de 250 pessoas se aglomeravam na avenida e não atenderam aos primeiros pedidos para que voltassem para casa. Por conta disso, foi acionado o Batalhão de Choque e também uma outra guarnição PM de Campo Grande.

“Logo que as viaturas policiais chegaram no local, diversas garrafas começaram a ser lançadas em direção às viaturas, momento no qual, foi utilizado bombas de gás lacrimogênio e disparos de elastômeros (bala de borracha) no intuito de conter a multidão, cessar a injusta agressão e haver a dissolução da aglomeração”, informou a nota.

Outro caso – já na área rural da cidade, próximo à rodovia MS-340, na região conhecida como Sete Placas, os policiais dispersaram cerca de 20 pessoas que participavam de uma festa na madrugada, por volta das 03h.

Nos siga no Google Notícias