A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Novembro de 2017

06/10/2013 13:41

Controle rigoroso de bares diminui violência em Sete Quedas

Vinícius Squinelo

A intensificação na fiscalização e o controle rigoroso sobre o funcionamento de bares, lanchonetes e conveniências por parte da Polícia Civil, fez reduzir consideravelmente o número de ocorrências policiais em Sete Quedas, município que faz fronteira seca com o Paraguai.

Segundo o delegado titular de Polícia Civil local, Dr. Rinaldo Moreira, em entrevista ao site A Gazeta News, a a redução se deu principalmente em relação a crimes de violência doméstica e desentendimentos por conta de bebida alcoólica, que terminavam em brigas com lesões corporais, tentativas de homicídio e até mesmo homicídios consumados.

De acordo com Dr. Rinaldo, além da fiscalização intensificada através de trabalho conjunto com a Polícia Militar local, o combate a estabelecimentos clandestinos e o total controle sobre os regularizados foram fundamental para a diminuição da violência.

Após serem catalogados, cada bar, lanchonete, conveniência e similares que funcionam em períodos noturno da cidade ganharam uma pasta na Delegacia onde é arquivado todo o histórico documental do comércio, ainda segundo a entrevista ao A Gazeta News.

Segundo o delegado, não é expedido, por parte da Polícia Civil, alvará de licença para funcionamento para nenhum estabelecimento que antes não apresente toda a documentação regular exigida por lei, entre eles, alvará da Prefeitura e laudo atualizado de vistoria técnica expedido pelo Corpo de Bombeiros atestando que o estabelecimento está dentro das normas exigidas para funcionamento conforme prevê a legislação.

“Por conta do valor da taxa paga anualmente e das exigências previstas em lei para funcionar além das 22 horas, muitos comerciantes, principalmente donos de pequenos bares existentes em regiões periféricas, onde ocorrem a maior parte dos casos de briga e violência doméstica, optam por tirar o alvará para funcionamento somente até às 22h.” informou Dr. Rinaldo Moreira ao ressaltar que esses estabelecimentos tem cumprido rigorosamente o horário estabelecido sob pena de terem que fechar suas portas em caso de desobediência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions