ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Corpo de vítima de assassinato está desde sábado em pasto de fazenda

Homem de 60 anos teria brigado com capataz da propriedade e foi morto a tiros

Por Izabela Sanchez | 17/08/2018 15:26
Corpo está há 6 dias na fazenda (Divulgação/Edição MS)
Corpo está há 6 dias na fazenda (Divulgação/Edição MS)

Um homem de 60 anos, identificado como Geraldo Maciel Ferreira, morreu após brigar com o capataz da Fazenda São Gabriel, em Corumbá, a 419 km de Campo Grande, Paulo Rodrigues dos Santos. Geraldo teria sido morto a tiros no sábado (11) e, agora, o corpo está abandonado em meio à propriedade, que fica na região do pantanal.

Segundo o site Edição MS, a fazenda é localizada 170 quilômetros de Coxim. Ao Campo Grande News, o delegado de da Polícia Civil em Coxim, Arante Fagundes Filho, explicou que aguarda apenas o aval do proprietário para se deslocar até a propriedade. Conforme declarou, já organizou uma equipe para ir até a fazenda, que teria difícil acesso.

“Estamos montando uma força-tarefa. Nós estamos aguardando uma manifestação do proprietário para ver qual é o meio para chegar. A equipe já está formada. Aí vamos ver, fazer toda a averiguação”, informou.

Diego Francisco é advogado e atua na defesa do capataz da fazenda. Segundo o advogado, a vítima era um andarilho e teria pedido para dormir na fazenda. No sábado (11) durante a tarde, relatou, ele teria a intenção de matar uma vaca na propriedade, o que motivou a discussão com o capataz.

“A vítima estava com vaca para matar, do patrão do Paulo e ele foi lá para falar que não poderia. A vítima fez um disparo de arma de fogo contra ele, que entrou pelo ombro e saiu pelas costas, aí meu cliente entrou em luta corporal, tomou a arma e disparou contra ele. Até onde eu sei o corpo ainda está lá. É a região de Corumbá, que foi contatada no domingo (12), o patrão contatou a delegacia de Corumbá no domingo, que foi até a fazenda mas não onde estava o corpo, era um horário muito avançado”, contou.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário