A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

08/12/2018 15:10

De novo sem quórum, Câmara adia eleição da Mesa Diretora para amanhã

Apenas oito vereadores foram à sessão desta tarde; outros oito boicotaram eleição e três estão presos acusados de corrupção

Helio de Freitas, de Dourados
Manifestantes levaram faixas para protestar contra vereadores presos (Foto: João Pires/Estado Notícias)Manifestantes levaram faixas para protestar contra vereadores presos (Foto: João Pires/Estado Notícias)

A história se repetiu. Oito vereadores não compareceram à sessão extraordinária na tarde deste sábado (8) para eleição da Mesa Diretora da Câmara de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Assim como ocorreu ontem, a eleição foi adiada por falta de quórum.

Seguindo o Regimento Interno, que manda realizar a sessão no dia subsequente caso não haja quórum, outra sessão extraordinária foi convocada para às 14h de amanhã (9).

Dourados tem 19 vereadores. Oito foram às sessões de ontem e hoje – a presidente da Casa Daniela Hall (PSD), Sérgio Nogueira (PSDB), Marçal Filho (PSDB), Olavo Sul (PEN), Lia Nogueira (PR), Alan Guedes (DEM), Elias Ishy (PT) e Madson Valente (DEM). Seriam necessários pelo menos dez presentes.

Acusados de corrupção, três vereadores estão presos há quatro dias – o ex-presidente da Câmara Idenor Machado (PSDB), Pastor Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), que assim como Alan Guedes é candidato a presidente da Casa.

Nas duas sessões para tentar fazer a eleição, se ausentaram Alberto Alves dos Santos, o Bebeto (PDT), Junior Rodrigues (PR), Juarez de Oliveira (MDB), Jânio Miguel (PR), Cido Medeiros (DEM), Carlito do Gás (Patriota), Romualdo Ramim (PDT) e Silas Zanata (PPS).

Adventista - Na sessão de hoje, apenas Cido Medeiros justificou a ausência. Em documento enviado à Câmara, alegou motivação religiosa, já que em sua igreja, a Adventista do Sétimo Dia, reconhece o sábado como dia de lealdade a Deus.

Marçal Filho disse respeitar a questão religiosa do colega, mas espera que Cido Medeiros compareça à sessão deste domingo, já que para amanhã não haverá impedimento religioso.

Boicote – O grupo decidiu boicotar a eleição para pressionar a Mesa Diretora a substituir Pedro Pepa por Bebeto e Cirilo por Junior Rodrigues em uma das chapas. O pedido foi protocolado na quinta-feira (6).

Na sessão deste sábado, foi lido em plenário o parecer da assessoria jurídica da Câmara opinando pelo indeferimento da substituição de nomes, alegando que o prazo para registro das chapas e eventuais mudanças acabou no dia 5 de dezembro, às 14h. O parecer foi acatado em plenário e a substituição dos nomes foi negada.

O grupo faltoso protesta também contra a falta de convocação do suplente Mauricio Lemes Soares (PSB) para a vaga de Idenor Machado, que pediu afastamento na quinta-feira.

Assim como oito ausentes e os três vereadores que estão presos, Mauricio é tido como alinhado à base de apoio da prefeita Délia Razuk (PR). Sem o voto dele, a chapa de Alan Guedes pode ser vencedora na disputa. Com as prisões e sem a convocação, o placar esperado seria 8 a 8.

Na sessão desta tarde, a presidente da Casa informou que de manhã convocou Mauricio para tomar posse na segunda-feira (10). Ou seja, ele não poderá participar da sessão de domingo.

Em nota divulgada ontem, Bebeto disse que os vereadores ausentes à sessão foram prejudicados pela procrastinação adotada por Daniela Hall, que não se posicionou oficialmente quanto ao pedido de substituição dos nomes citados.

“Até o momento do início da sessão desta tarde [sexta], a presidente Daniela não havia deferido o nosso pedido e, em função disto nós ficamos impossibilitados de votar de forma democrática, como consta no próprio documento”, justificou o vereador.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions