A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

07/12/2018 07:51

Antes de eleição, Câmara analisa troca de candidato e impugnação de chapa

Grupo quer emplacar vereador Bebeto como candidato a presidente da Câmara no lugar de Pedro Pepa, que está preso

Helio de Freitas, de Dourados
Pedro Pepa, candidato a presidente da Câmara de Dourados, está preso (Foto: Adilson Domingos)Pedro Pepa, candidato a presidente da Câmara de Dourados, está preso (Foto: Adilson Domingos)

Mesmo com três vereadores presos, entre eles dois integrantes de uma das chapas que disputam a presidência da Câmara, a eleição para renovar a mesa diretora do Legislativo está mantida em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Pedro Pepa (DEM), Pastor Cirilo Ramão (MDB) e Idenor Machado (PSDB) foram presos quarta-feira (5) na Operação Cifra Negra, do Ministério Público de Mato Grosso do Sul. Também estão presos o ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e o ex-funcionário da Câmara Amilton Salina. Em Campo Grande, quatro pessoas ligadas às empresas contratadas pela Câmara também foram presas, mas os nomes ainda são mantidos em sigilo.

A eleição será às 14h desta sexta-feira (7), mas antes o setor jurídico da Câmara terá de analisar dois pedidos protocolados no final do expediente de ontem e que podem impactar diretamente no pleito.

O primeiro pedido foi protocolado por um grupo de vereadores da base aliada da prefeita Délia Razuk (PR) na Câmara, solicitando a substituição de Pedro Pepa (DEM) por Alberto Alves dos Santos, o Bebeto (PDT), como candidato a presidente da chapa “Legislativo Forte”.

Já o outro documento foi protocolado pelo farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb e pede o afastamento dos três vereadores presos e a impugnação da chapa de Pedro Pepa, que tem ainda Cirilo Ramão como candidato a segundo-secretário.

A outra chapa inscrita para disputar a eleição tem como candidato a presidente o vereador Alan Guedes (DEM), como vice-presidente Elias Ishy (PT), como primeiro-secretário Sergio Nogueira (PSDB) e como segunda-secretária a atual presidente, Daniela Hall (PSD).

A chapa encabeçada por Pedro Pepa é mais alinhada à administração municipal, assim como o vereador Bebeto, um dos principais defensores da prefeita na Câmara. O próprio líder de Délia no Legislativo, Junior Rodrigues (PR), é candidato a vice na chapa de Pepa.

O jurídico da Câmara tem que avaliar também o pedido de convocação protocolado ontem pelo suplente Mauricio Lemes Soares. Após Idenor Machado pedir afastamento por 32 dias, Mauricio fez plantão na sala da presidência esperando ser convocado imediatamente e poder votar na eleição desta sexta.

Na PED – Os três vereadores, o ex-vereador e o ex-servidor da Câmara desde ontem cedo na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

O grupo é acusado de montar um esquema de fraude em licitação para contratação pela Câmara dos serviços de empresas de tecnologia da informação no período em que Idenor foi presidente da Casa – de 2011 a 2016.

O MP afirma que as empresas se mantinham no esquema pagando propina para os agentes públicos, inclusive membros da mesa diretora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions