A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

17/10/2016 15:03

Délia Razuk terá orçamento 4% maior no 1º ano de administração

Helio de Freitas, de Dourados
Vereadores receberam hoje projeto do orçamento para 2017 (Foto: Thiago Morais/Divulgação)Vereadores receberam hoje projeto do orçamento para 2017 (Foto: Thiago Morais/Divulgação)

No primeiro ano de sua administração, a prefeita eleita de Dourados, Délia Razuk (PR), terá em 2017 um orçamento 4% superior ao deste ano. A peça orçamentária para o próximo exercício foi entregue hoje (17) à Câmara de Vereadores.

A proposta encaminhada pelo atual prefeito Murilo Zauith (PSB) prevê receita e fixa despesas em R$ 880 milhões, R$ 30 milhões a mais que o orçamento de 2016. De acordo com a assessoria da Câmara, são R$ 592,7 milhões de orçamento fiscal e R$ 287,2 milhões de seguridade social.

O presidente da Câmara, Idenor Machado (PSDB), distribuiu às comissões permanentes da Casa o projeto de lei do orçamento. Após o trâmite normal, a proposta será apreciada em plenário, em três votações. Precisa ser aprovada até dezembro para aplicação no ano que vem.

Distribuição do dinheiro – Conforme a proposta orçamentária encaminhada pela prefeitura, para a educação estão previstos R$ 92,5 milhões, mais R$ 112,3 milhões do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

A previsão orçamentária da saúde é de R$ 223,7 milhões do Fundo Municipal de Saúde, além de R$ 17,8 milhões da Fundação Municipal de Saúde e Administração Hospitalar de Dourados.

A Secretaria de Administração, que gerencia o quadro de servidores, terá de R$ 22,9 milhões. O Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais terá orçamento de R$ 94,1 milhões.

Para a Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento estão previstos R$ 19,5 milhões. As secretarias de Serviços Urbanos e de Planejamento terão R$ 62,2 milhões e R$ 54,6 milhões, respectivamente.

A assistência social terá orçamento de R$ 12,5 milhões e o Fundo Municipal de Assistência Social mais R$ 6,7 milhões. Para a habitação, a atual gestão prevê orçamento de R$ 5,2 milhões.

Filha é acusada de manter mãe doente trancada em casa e sem comida
Jovem de 21 é acusada de manter a mãe doente de 52 anos trancada em casa e sem comida. O caso veio à tona após denúncia anônima, por volta das 16h de...
Homem é socorrido em estado grave após ser esfaqueado no pescoço
Adione Felisbino Vicente, 31 anos, foi ferido a golpe de faca, na manhã deste domingo (17), na Avenida José Ferreira da Costa, no Centro, em Costa Ri...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions