A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

21/12/2018 13:37

Dengue matou professora, 2ª vítima em MS, confirma secretaria

Esta é a segunda morte pela doença no Estado; No último dia 4, um garoto de 13 anos também morreu

Danielle Valentim
Professora era de Brasilândia. (Foto: Arquivo Pessoal)Professora era de Brasilândia. (Foto: Arquivo Pessoal)

O Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul) confirmou a segunda morte por dengue em Mato Grosso do Sul neste ano. Segundo a SES (Secretaria Estadual de Saúde) a doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti foi a causa do óbito da professora Elizabeth Castelani Santos, que era de Brasilândia, mas faleceu em hospital de Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande.

Beth, como era conhecida, recebeu uma visita da equipe de saúde de Brasilândia, no último dia 14 de dezembro, e foi orientada a procurar atendimento para hidratação no hospital. Em princípio, a paciente teria recusado, mas como o quadro se agravou decidiu procurar atendimento no sábado (15).

Sem melhoras no quadro clínico e sequer aumento de plaquetas no sangue, na manhã da última segunda-feira (17), os médicos decidiram pela transferência da paciente ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora em Três Lagoas, que em seguida foi levada à Cassems, onde não resistiu.

 



Muitas mortes poderiam ser evitadas, se ao primeiro sinal de dengue as pessoas entrassem em repouso e preparassem dois litros de laranjada, tomando um copo de hora em hora. A laranjada hidrata e fortalece o organismo com vitamina C. Na maioria dos casos a pessoa já se sente bem no outro dia, mas deve continuar em repouso até se sentir totalmente curada.
 
Jorge Ramos em 21/12/2018 21:36:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions