ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 20º

Interior

Dona de casa leva susto ao ver gafanhoto de 10 centímetros na geladeira

Inseto com estatura maior pode ser comum, mas nuvem que atravessa países da América do Sul faz população desconfiar do bicho

Por Izabela Sanchez | 29/06/2020 07:51
Moradora encontrou o inseto pousado na geladeira e levou um susto (Foto: Divulgação/Edição MS)
Moradora encontrou o inseto pousado na geladeira e levou um susto (Foto: Divulgação/Edição MS)

Dona de casa de 19 anos, que não teve o nome divulgado, levou um susto ao encontrar um gafanhoto de 10 cm na porta da geladeira, na cozinha da casa onde vive, na noite de domingo (29), em Coxim a 258 km de Campo Grande.

O Campo Grande News levantou que a espécie de inseto com estatura um pouco maior não é incomum em Mato Grosso do Sul, mas o fenômeno da imensa nuvem de gafanhotos gigantes que cruza países da América do Sul e destrói lavouras, provocou estranheza.

Ainda assim, conforme o site Edição MS, ela fez o que muita gente não teria coragem: colocou o inseto dentro de um pote e o “soltou na natureza”. Não deixou de fazer o registro, claro.

Conforme pontua o site, o gafanhoto encontrado por ela tem a mesma aparência da espécie que, agora, está “em peso” na Argentina, onde é combatido e a nuvem, já é menor. É a espécie Schistocerca Cancellata.

Autoridades em Mato Grosso do Sul monitoram o assunto, já que até agora acredita-se que o fenômeno ambiental surgiu no vizinho Paraguai. Ainda assim, a onda de frio pode ter auxiliado o Estado, já que esses insetos costumam gostar de calor e tempo seco.

Para definir as ações houve uma reunião entre a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e representantes do setor do produtivo, para que haja ações coordenadas no campo, caso a nuvem chegue ao Estado.

A variação de temperatura e umidade que ocorre por aqui pode ter afastado os insetos. Ainda assim, em baixa densidade, eles surgem em vários locais. Ou seja, não é tão incomum encontrá-los, sozinhos, pousados na geladeira.