A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/07/2016 07:45

Dono de fazenda que era ocupada por índios denuncia incêndio criminoso

Incêndio que atingiu lavoura de cana da usina São Fernando vai ser investigado pela Polícia Civil

Helio de Freitas, de Dourados
Índios foram despejados neste mês da fazenda Serrana (Foto: Arquivo)Índios foram despejados neste mês da fazenda Serrana (Foto: Arquivo)

A Polícia Civil vai investigar a denúncia de um incêndio criminoso numa lavoura de cana de açúcar na fazenda Serrana, localizada no município de Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Ocupada até o dia 6 deste mês por índios guarani-kaiowá, a área é arrendada pela Usina São Fernando para plantio de cana.

O suposto incêndio criminoso, ocorrido na tarde de ontem (18), foi denunciado à polícia pelo proprietário da fazenda, José Roberto Tecchio, 80. A área fica na margem da BR-463, na saída para Ponta Porã, próxima ao trevo de acesso ao município de Laguna Carapã.

Despejo – No dia 6 deste mês, Agentes da Polícia Federal, com apoio de policiais militares, cumpriram a reintegração de posse da Fazenda Serrana, que estava ocupada desde 2013 por índios guarani-kaiowá que lutam pela demarcação do Tekoha Apika'y. Os índios estão acampados na beira da estrada.

A comunidade Apika'y é considerada a mais miserável de Mato Grosso do Sul pelo MPF (Ministério Público Federal).

No dia 1º deste mês, a Funai constituiu o grupo técnico para identificar e delimitar a área indígena. A portaria, assinada pelo presidente da Funai, Artur Nobre Mendes, foi publicada no no Diário Oficial da União.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions