ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Dourados libera delivery de comida até meia-noite no último dia de lockdown

Mudança no decreto será publicada ainda hoje pela prefeitura; demais medidas continuam

Por Helio de Freitas, de Dourados | 11/06/2021 11:05
Movimento na Avenida Joaquim Teixeira Alves, centro de Dourados (Foto: Helio de Freitas)
Movimento na Avenida Joaquim Teixeira Alves, centro de Dourados (Foto: Helio de Freitas)

A prefeitura vai flexibilizar o delivery de comida pronta no Dia dos Namorados, último dia do lockdown em vigor desde 30 de maio em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Alteração no decreto 400 (que instituiu o “fecha tudo”) será publicada ainda hoje (11) para permitir a entrega de comida até meia-noite de amanhã, mas os estabelecimentos terão de continuar fechados. Durante o lockdown, o delivery de alimentos pode funcionar apenas até 21h.

O Campo Grande News apurou que essa deve ser a única mudança no decreto do lockdown válida para o Dia dos Namorados. Nesta semana, entidades representativas do comércio pediram ao prefeito Alan Guedes (PP) a liberação de funcionamento de 30% de capacidade das lojas hoje e amanhã até 18h.

As entidades também pediram funcionamento de bares e lanchonetes até 21h e abertura de lojas e praça de alimentação do shopping center.

O comércio alega que o Dia dos Namorados é a segunda data de maior de vendas, só perdendo para o Natal. Entretanto, a prefeitura não se manifestou sobre o pedido.

Nesta quinta-feira, o prefeito informou que o lockdown será encerrado amanhã, apesar de o município continuar na bandeira cinza, segundo a classificação do programa Prosseguir.

Entretanto, a prefeitura ainda não decidiu quais medidas serão adotadas de domingo em diante. A reportagem apurou que a tendência é que Alan Guedes adote a lista de serviços essenciais previstas no decreto estadual e liberar delivery nas lojas do comércio.

Desde o dia 30 de maio, só funcionam em Dourados os supermercados, farmácias, padarias, açougues e postos de gasolina. Demais serviços estão impedidos de atender, inclusive por delivery.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário