ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 16º

Interior

Dourados vacina caminhoneiros, profissão do 1º morador morto pela covid

Imunização começou hoje por profissionais de 40 anos acima; amanhã será dos 30 acima

Por Helio de Freitas, de Dourados | 10/06/2021 12:31
Vacinação de caminhoneiros ocorre no Centro de Convivência do Idoso (Foto: Helio de Freitas)
Vacinação de caminhoneiros ocorre no Centro de Convivência do Idoso (Foto: Helio de Freitas)

Começou nesta quinta-feira (10) a vacinação dos caminhoneiros contra a covid-19 em Dourados, a 233 km de Campo Grande. Hoje estão sendo vacinados motoristas profissionais acima de 40 anos que tenham holerite ou cadastro na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e com CNH (Carteira Nacional de Habilitação) categorias C, D ou E.

Concentrada no Centro de Convivência do idoso, na Rua Cafelândia, no Jardim Água Boa, a imunização ocorreu das 7h às 11h de manhã e será retomada às 13h, com duração até 17h.

Amanhã serão vacinados caminhoneiros acima de 30 anos de idade, que também tenham cadastro na ANTT e CNH C, D ou E. No sábado (12) poderão receber a dose os caminhoneiros com 21 anos ou mais. As regras são as mesmas das demais idades.

O caminhoneiro Antoninho Muller, 1º douradense morto pela covid (Foto: Arquivo)
O caminhoneiro Antoninho Muller, 1º douradense morto pela covid (Foto: Arquivo)

Primeira vítima – Motorista de caminhão era a profissão do primeiro morador de Dourados morto pela covid-19. Antoninho Muller, 56 anos de idade, morreu no dia 26 de abril de 2020 Araguaína, em Tocantins, mas por regra do Ministério da Saúde o óbito foi contado na cidade onde a vítima morava.

Morador no Jardim Canaã I, região leste de Dourados, Antoninho apresentou os sintomas da doença durante viagem de trabalho. Inicialmente ele foi internado no hospital de Tocantinópolis, mas o quadro se agravou e foi preciso transferi-lo para Araguaína, onde o caminhoneiro morreu.

Ontem, Dourados chegou a 552 mortes provocadas pela covid-19. No pior momento da pandemia em Mato Grosso do Sul, a cidade já teve 34 mil moradores infectados pelo coronavírus, está há 3 meses com 100% de ocupação de leitos de UTI e quase 40 pacientes graves na fila por tratamento intensivo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário