A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/05/2016 09:24

Em duas semanas, caravana faz 55 mil procedimentos e zera fila de exames

Atendimentos de especialidades aconteceram até sábado e prefeitura comemora regularização da fila a partir de agora

Helio de Freitas, de Dourados
Pacientes que passaram por cirurgia de catarata na Caravana da Saúde em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)Pacientes que passaram por cirurgia de catarata na Caravana da Saúde em Dourados (Foto: Eliel Oliveira)

Relatório parcial com números gerais da 10ª edição da Caravana da Saúde mostra que foram feitos 55 mil procedimentos de 14 a 30 de abril em Dourados, cidade a 133 km de Campo Grande. O atendimento geral nas áreas de especialidades como ortopedia, psiquiatria, neurologia, urologia, dermatologia, otorrinolaringologia e cardiologia terminou sábado (30), no Complexo Esportivo Jorge Antônio Salomão, o “Jorjão”.

Com apoio da prefeitura, o programa do governo do Estado disponibilizou vários procedimentos para moradores da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul e da região. As cirurgias marcadas na caravana continuam a ser feitas nos hospitais de Dourados e de Fátima do Sul.

“É um resultado muito positivo. Foram beneficiados aqueles que esperam há muito tempo na fila do SUS. Após a caravana será possível avançar na rotina do serviço regular”, afirmou o prefeito Murilo Zauith (PSB).

Mais números – O balanço aponta ainda que pelo menos 26 mil pessoas passaram pelos atendimentos gerais. Foram 20 mil que fizeram credenciamento por meio do Sisreg (Sistema Nacional de Regulação).

Conforme a Divisão de Tecnologia da Coordenação da Caravana, até sábado foram 3.785 cirurgias oftalmológicas, número próximo à meta de quatro mil procedimentos. As consultas nesta área, preferencialmente para pessoas com mais de 55 anos, foram a prioridade do evento, para reduzir a fila de cirurgias de catarata, considerada a maior causa de cegueira tratável o Brasil.

A diretora da Secretaria de Saúde se Dourados, Sílvia Bosso, explicou que ainda serão feitas 1.600 cirurgias, sendo 1.300 pessoas de imediato no Hospital da Vida, hospital da Cassems e no Hospital Regional da Grande Dourados. O restante será no Hospital da Sias, em Fátima do Sul. São procedimentos nas áreas ginecológica e ortopédica, além de cirurgias vasculares, que devem levar de 60 a 90 dias para serem finalizados.

Caravana da Saúde supera metas e faz mais de 5,5 mil cirurgias em Dourados
A Caravana da Saúde encerra suas atividades no sábado (30), em Dourados. O projeto superou as metas no segundo maior município de Mato Grosso do Sul,...
Vinte anos em um: Caravana da Saúde faz milhares de cirurgias e zera fila
Em um ano foram mais de 220 mil procedimentos médicos e milhares de cirurgias feitas pela Caravana da Saúde, que teve “dia D” sábado (16) em Dourados...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions