ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 27º

Interior

Empresa de consórcio é autuada e interditada em Coxim

Segundo denunciantes, a empresa usava de propagandas enganosas na internet para atrair clientes

Por Mariely Barros | 28/07/2021 14:17
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Após denúncias de propaganda enganosa ao consumidor, o Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) de Coxim interditou a empresa MC Invest Representação Comercial. O caso ocorreu na tarde desta terça-feira (27).

A empresa funcionava como operadora de consórcios e divulgava falsas oportunidades de liberação de empréstimos às pessoas sem ter autorização do Banco Central.

Segundo o Procon, no local, clientes eram induzidos a adquirir cotas de consórcio como se fossem a aquisição imediata de bens. Só depois do pagamento de “sinal” que, na verdade, se tratava da primeira parcela, a pessoas eram avisadas que a contratação se tratava de consórcio e que não teriam acesso ao bem adquirido até serem sorteados.

No momento da autuação, uma vítima estava na empresa na intenção de adquirir uma moto. Segundo informações além das fotos da motocicleta, o anúncio dizia que o veículo estava disponível à pronta entrega. Entretanto, ao firmar contrato e pagar uma parcela de R$ 2.478,00, o homem recebeu o contrato para carta de crédito no valor de R$ 30.000,00 e descobriu que o bem pretendido nunca existiu na empresa e que teria de aguardar pelo sorteio.

Sentindo-se prejudicado, o consumidor tentou anular o contrato assinado e foi informado que o valor pago não seria devolvido. Segundo o Procon, essa ação caracteriza desrespeito aos direitos do consumidor.

A proprietária do local resistiu a ação dos fiscais e acionou a Polícia Militar na tentativa de parar as investigações. Para sua decepção, ao chegar no local, os policiais prestaram apoio aos agentes do Procon, que finalizaram com a interdição do local, determinando a suspensão de todas as atividades.

O Campo Grande News tentou contato com a empresa MC Invest pelo telefone da empresa e redes sociais, mas não obteve respostas até a publicação desta matéria.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário