A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

26/08/2016 11:23

Empresa envolvida em escândalo no DF administra UTI em hospital público

Intensicare é investigada em ação sobre pagamento de propina a parlamentares da Câmara do Distrito Federal; Fundação de Saúde diz que empresa cumpriu todas as normas previstas na licitação

Helio de Freitas, de Dourados
Leitos de UTI gerenciados pela Intensicare no Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Divulgação)Leitos de UTI gerenciados pela Intensicare no Hospital da Vida, em Dourados (Foto: Divulgação)

A empresa Intensicare, que em julho deste ano foi contratada através de licitação para gerenciar 20 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Dourados, município a 233 km de Campo Grande, está envolvida em um escândalo de corrupção no Distrito Federal.

Ontem (25), o MP-DFT (Ministério Público do Distrito Federal e Territórios) cumpriu mandado de busca na sede da empresa em Goiânia (GO) como parte de uma investigação que pura o pagamento de propina e desvio de recursos de emendas parlamentares da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

A investigação envolvendo políticos do Distrito Federal e a empresa está em segredo de Justiça, por isso detalhes do caso não foram revelados.

Na terça-feira (23), na primeira fase da operação, a Polícia Civil cumpriu 14 mandados de busca e apreensão e oito de condução coercitiva na Câmara Legislativa do DF, na residência de parlamentares distritais, servidores e ex-servidores da Casa.

Intensicare em Dourados – Desde julho, o município de Dourados paga R$ 510 mil por mês para a empresa Intensicare pela instalação e funcionamento dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Hospital da Vida, que atende pacientes de 33 municípios da região através do SUS. Os novos leitos começaram a funcionar no dia 10 do mês passado.

A Intensicare foi contratada através de licitação e a ativação dos leitos de UTI foi feita através de parceria entre o município e o governo de Mato Grosso do Sul, que repassa o dinheiro para a prefeitura pagar a empresa.

Todos os equipamentos instalados na nova UTI são da Intensicare, que também contratou a equipe de profissionais e fornece medicamentos e insumos utilizados no atendimento aos pacientes. Além desses dez leitos novos, a empresa assumiu também o gerenciamento de outros dez, formados e reativados no dia 1º deste mês.

Cumpriu normas – Procurada para falar sobre as denúncias envolvendo a Intensicare no Distrito Federal, a Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados), que administra o Hospital da Vida, informou que a empresa, assim como outras de várias regiões do país, participou da licitação e cumpriu todas as normas exigidas no processo.

Ainda de acordo com a fundação, não existia nenhum impedimento legal para a empresa participar da licitação ou para contratar com o poder público. A Funsaud informou, no entanto, que vai acompanhar as investigações do Ministério Público do DF e pedir informações para a empresa acerca das acusações.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions