A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

06/05/2019 22:51

Empresário pede que Câmara apure cheque emitido em nome de prefeitura

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Faixa exposta pelo empresário em uma das avenidas principais da cidade. (Foto: Direto das Ruas) Faixa exposta pelo empresário em uma das avenidas principais da cidade. (Foto: Direto das Ruas)

Cansado de esperar um parecer do Ministério Público, o empresário Francelino Ruis Machado, recorreu também à Câmara de Vereadores de Nova Alvorada do Sul – a 118 km de Campo Grande-, cobrando celeridade no inquérito em que ele aponta esquema com indícios de corrupção, no município.

Francelino é dono de uma prestadora de serviços de manutenção, que em agosto de 2017 teria sido usado por um amigo, então funcionário da prefeitura, para descontar um cheque no valor de R$ 6.168,00 emitido pela prefeitura.

Desconfiado após descontar o valor no banco e entregar o dinheiro ao amigo, Francelino denunciou o caso ao Ministério Público e um inquérito civil tramita em segredo de Justiça. 

Na última semana ele, inclusive, expôs no canteiro central da Avenida Irineu de Sousa Araújo, na cidade, um foto gigante da mesma folha de cheque, em que pedia um posicionamento do poder público.

"Já se passou um ano e a impunidade continua! pelo fim da corrupção! Quantos cheques destes foram emitidos?”, dizia a frase escrita na faixa.

Contudo, nesta segunda-feira (06) ele entregou aos vereadores da casa de leis um ofício em que pede a instalação de uma CPI para cobrar do MP e da prefeitura, uma explicação definitiva sobre o caso.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions