A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

28/07/2014 10:11

Enfermagem ameaça fazer greve em hospital a partir de quarta-feira

Caroline Maldonado
Sindicato decidiu paralisação em assembleia, na sexta-feira (Foto: Divulgação/Seta)Sindicato decidiu paralisação em assembleia, na sexta-feira (Foto: Divulgação/Seta)

Enfermeiros, técnicos e auxiliares do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, ameaçam entrar em greve na quarta-feira (30).

Em negociação, que se estende desde março, a categoria pede reajuste salarial de 15% e vale-alimentação no valor de R$ 150. No entanto, a direção do hospital ofereceu 8% de aumento salarial linear a todos os funcionários e R$ 10,00 a mais de vale alimentação, que atualmente é de R$ 100.

A decisão da paralisação foi tomada pelo Seta (Sindicato dos Enfermeiros, Técnicos e Auxiliares), em assembleia geral na sexta-feira (25). Para o presidente da entidade, João Carvalho, a classe da saúde é desvalorizada em Três Lagoas. “Nós, do Sindicato, vamos lutar para reverter essa situação. Nossa maior luta é conquistar um piso para os profissionais da saúde. Somos uma classe que trabalhamos muito, enfrentamos situações de risco a todos os momentos, mas infelizmente nossa remuneração é defasada”, afirmou Carvalho.

Segundo o Seta, a greve irá respeitar a lei, mantendo 30% dos funcionários trabalhando. “Temos ciência da importância de nossos serviços para a sociedade, por isso parte dos colaboradores continuarão trabalhando normalmente, dando todo suporte a população que não tem culpa da desvalorização imposta a nós”, explicou o presidente do sindicato.

O Sinees (Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde de Três Lagoas), por sua vez, acatou a proposta de 8% enviada pelo Hospital Auxiliadora. O Sinees representa os funcionários administrativos, serviços gerais, recepcionistas e outras funções.

A reportagem entrou em contato, por telefone, com a administração do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora e até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

Homem de 74 anos é morto a tiro em frente de casa por causa de fofoca
Jucelino Antônio Pereira, 74 anos, foi morto com um tiro no ombro, no distrito do Alto Santana, em Paranaíba, distante 422 quilômetros de Campo Grand...
Por rixa antiga, adolescentes matam jovem de 18 anos a facadas
Uma briga acabou em morte na noite de ontem em uma lanchonete de Juti, município a 320 quilômetros de Campo Grande. Willian Santiago Perrengue, de 18...
PMA apreende carga ilegal de 46 mil litros de combustível para avião
A PMA (Polícia Militar Ambiental) apreendeu durante bloqueio realizado na BR-262, em Três Lagoas - cidade localizada a 338 km de Campo Grande - uma c...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions